Pin It
Home » Viagens no Brasil » Cruzeiro de Natal pelo Nordeste


Viagem realizada em dezembro de 2009

Cruzeiro

Estou até hoje me perguntando o que eu fui fazer naquele cruzeiro.

Explico o porquê.
Primeiramente, meu perfil definitivamente não é para cruzeiro.
Em segundo lugar, também não é o perfil do meu marido, que foi comigo nessa viagem.

Atualmente estão todos apaixonados pelos cruzeiros, que estão cada vez mais acessíveis e, consequentemente, cada vez mais cheios.

Me ofereceram uma promoção irrecusável para um cruzeiro de Natal pelo Nordeste com a Ibero Cruzeiros, no navio Grand Mistral. Meu primeiro problema era encarar 1 semana no mar. Mas, até aí, a curiosidade me ajudou a enfretar. E fui.

Primeiro dia estava bom, piscina relativamente vazia, cadeiras sobrando no deck do navio…. um pouco chato por causa dos animadores que além de gritar o tempo todo, tentavam arrastar todo mundo para as brincadeiras. Mas, até aí nada demais.

Chegamos até a dançar um forró ou outro e achei que o passeio não seria dos piores.

Primeira parada: Salvador.
Pronto, acabou o meu sossego e a minha boa vontade, que já era pouca. O navio ENCHEU!!!
Não tinha mais lugar na piscina, cadeiras no deck eram um sonho de um passado distante…
Para melhorar a situação, eu estava me sentindo mal. Coisas de mulher… e ficamos no navio por conta do meu mal estar.

Movida por um sentimento de “já que estamos aqui, vamos nos divertir”, fui levando o resto da viagem.

Acordávamos cedo, tomávamos nosso café da manhã muito bem servido e íamos para a piscina, que nessa hora estava relativamente vazia. Ficávamos lá um pouco até as zilhões de pessoas que estavam no navio, chegarem. Quando tudo estava muito cheio e os bêbados já tropeçavam em nós, íamos para o único lugar tranquilo que nos restava: o quarto.

O deck sempre lotado, os animadores sempre gritando em rítmo de axé music, funk e coisas do gênero.  As danças viravam um empurra / empurra, tropeça / tropeça no estilo vídeo-cassetada.

O restaurante era muito bom, organizado, comida muito boa, garçons agradáveis. Acho que foi o que mais gostei no navio.

Os cafés à noite também eram legais. Claro, é tudo muito caro, então não dá pra abusar. Geralmente música ao vivo de qualidade e ambiente agradável, sem o empurra pra lá e puxa pra cá. Muito bom.

No navio fomos ao teatro, vimos o pôr do sol todos os dias, tiramos muitas fotos, comemos muito bem e gastamos muito, pois tudo é um roubo!

Parada em Maceió

Fizemos amizade no navio com um grupo muito bacana de Goiânia. E com eles, alugamos um micro ônibus no porto de Maceió com direito a guia turístico e tudo.

Vimos os arrecifes, passamos pelo bar molhado, tomamos caipirinha de siriguela e paramos para almoçar no bar do Gunga. O tempo não estava dos melhores, mas adoramos o pouquinho de Maceió que conseguimos conhecer.

Em seguida paramos na linda praia do Francês e nas feirinhas de artesanato. Um dia agradável.

Maceió entrou para a lista de locais que queremos conhecer melhor.

Dica: não contrate os passeios do navio, a não ser que seu dinheiro esteja sobrando. No porto de Maceió existem inúmeros carros, vans, micro-ônibus que você pode contratar e ir onde preferir. É comum pechinchar preço e conseguir bons descontos se você juntar um grupo de pessoas. Então, faça amizades no navio e combine o passeio juntos. Contrate o transporte na saída do porto.



Experiências no posto médico do navio

Tudo ia bem até que uma danada de uma virose, que já estava rondando o navio, resolveu pegar o meu marido, que passou muito mal. Na madrugada, sem saber o que fazer, contactamos o plantão do posto médico. Nos atendeu prontamente uma enfermeira peruana, mais precisamente de Cuzco e um médico italiano que falava uma mistura de italiano/inglês/espanhol/ português. Mas… que cumpriu bem seu papel. Deu lá uns remedinhos e meu marido começou a subir a ladeira da melhora.

Foi caro, pagamos com cartão de crédito, mas o seguro reembolsou 0 valor total. Só tive que ligar pra eles no primeiro posto de parada do navio avisando que havíamos utilizado o posto médico.
Nota: se você utilizar o posto médico, não se esqueça de pedir a nota fiscal!

Algumas pessoas tiveram que ficar horas no soro no postinho médico do navio.

Ali me dei conta de que tínhamos pouquíssimos recursos. Estávamos “isolados” no mar e eu não podia nem ir à farmácia ou numa lanchonete comprar um gatorade. Além de o risco de contaminação no navio, na minha opinião, ser grande demais.

Essa idéia me fez ter a certeza de que não entro num cruzeiro nunca mais.

Parada em Vitória e Búzios

Marido dodói por conta da virose que atingiu inúmeras pessoas no navio, não pudemos conhecer Vitória.

Descemos em Búzios, e a aguinha de côco logo na chegada ao portinho de Búzios fez pelo meu marido o que nada mais havia conseguido. Fiquei impressionada como ele ficou melhor após aquela água de côco. Santo remédio!
E o banho de mar lavou o restinho de mal estar que ele tinha.

Já em Búzios, ficamos grande parte do tempo na Praia de João Fernando.

O retorno, afinal

Voltamos para o porto do Rio, afinal!

É bom viajar, mas também é muito bom voltar pra casa!

Ficamos dias “balançando”, como se estivéssemos ainda dentro do navio.

Foi uma experiência interessante e única, pois certamente não se repetirá!

Considerações finais:

Tem tudo o que você imaginar no navio, de academia a salão de beleza, aula de Yoga, massagem, etc. Mas é tudo CARÍSSIMO!

Tem parquinho para crianças, piscininha para crianças, boate, cassino, etc.

Comida fica disponível o dia inteiro. Geralmente você se serve com pizzas, cachorro-quente, batata frita, frutas, etc.

Água é que é um problema. Disponibilizavam um barril no deck do navio e a água tinha um gosto horrível, além de sumir depois de um período. A solução é procurar os bebedouros das academias. Eu bebo muita água, então sofri.

Se você está embarcando no porto de saída do cruzeiro, chegue cedo. Não deixe para ir na última hora. Nosso cruzeiro estava marcado para sair às 17:00. Chegamos lá por volta das 12:00, almoçamos tranquilamente no navio, tiramos foto, brincamos de jogar basquete e passamos uma tarde agradável, antes do navio sair do Porto do Rio.


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



2 Responses to Cruzeiro de Natal pelo Nordeste

  1. Paula Brum disse:

    Conheço parte dos destinos dessa viajem e, sem dúvidas, Alagoas merece um retorno… tem muitas coisas lindas por lá!!
    Abraços,
    Paula
    http://www.mochilinhagaucha.blogspot.com.br
    ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top