Pin It
Home » Trilhas e Caminhadas em Petrópolis » Alto da Ventania: caminhada para fotografar a Lua cheia


Lua nascendo, vista do Alto do Ventania

Lua e o Pico Maior de Magé

Eu já havia conhecido o Alto da Ventania, quando fizemos a travessia Cobiçado-Ventania, mas nunca tinha feito a caminhada direto ao Alto da Ventania (1.571 metros) a partir do Caxambu. Até que recebi um convite do Waldyr Neto, para ir fotografar a Lua cheia, que naquele dia nasceria bem ao lado do Pico Maior de Magé. Caminhada com início programado para o meio da tarde de uma sexta-feira. Convite aceito de pronto, no início da semana, mas sem muita confiança no clima – choveu praticamente a semana inteira, inclusive na quinta-feira.

A sexta-feira amanheceu meio molhada, com bastante névoa mas, horas mais tarde, o céu ficou completamente livre de nuvens e tudo indicava que o clima estaria ideal para nosso intento. Mochila arrumada às pressas, segui para o local combinado e lá fomos nós. Além de mim e do Waldyr, participaram também da caminhada o fotógrafo Flávio Varricchio, Fernando Brandão e Miguel Berredo.

Alto do Ventania, com amigos para fotografar a lua

Alto do Ventania, com amigos para fotografar a lua

A caminhada para o Alto da Ventania é bastante leve. Contudo, bastante fora de forma e acompanhando uma turma bastante experiente, sob um sol de rachar, para mim foi mais puxado do que as caminhadas que costumo fazer – normalmente paro a toda hora para fotografar até formiga. Com algum esforço (e mais paradas do que meus amigos estão acostumados), cheguei ao cume. Ufa!

A paisagem no Alto da Ventania é uma das mais belas de Petrópolis. De lá é possível avistar o Pico Maior de Magé, os Castelos do Açu, o Pico do Alcobaça e outras vedetes do montanhismo petropolitano.

Eu observando o sol se pôr no Alto do Ventania

Eu observando o sol se pôr no Alto do Ventania

O entardecer lá em cima é de tirar o fôlego. De um lado, o sol se pondo e tingindo o céu de amarelo, laranja e vermelho. Do outro, o efeito da projeção dessas cores sobre as montanhas, a mata e a névoa que, naquela tarde, escorria pelas encostas.

Pico Maior de Magé visto do Alto do Ventania

Pico Maior de Magé visto do Alto do Ventania

Minutos após o sol desaparecer por trás das montanhas, a Lua veio surgindo ao longe, sobre um horizonte à aquela altura levemente nevoento.

Vista do Alto do Ventania, Petrópolis

Vista do Alto do Ventania, Petrópolis

Nosso principal intuito era fotografar a Lua, tarefa difícil para meus ainda poucos conhecimentos em fotografia, mas já conhecida de meus amigos Waldyr Neto e Flavio Varricchio. A janela de tempo era estreitíssima, pois em poucos minutos a Lua fica alta e com luz muito intensa, o que praticamente inviabiliza sua captura em composições com a paisagem.

Lua nascendo, vista do Alto do Ventania

Lua nascendo ao lado do Pico Maior de Magé, vista do Alto do Ventania

Logo após o sol sumir, o frio se intensificou, principalmente devido ao vento contínuo. Logo todos estavam devidamente agasalhados – incluindo aí gorros e luvas.

Concluída a breve sessão de fotografias, mochilas arrumadas, lanternas nas cabeças e passos largos morro abaixo. Difícil mesmo foi vir embora e  deixar para trás aquele cenário deslumbrante. Ficou a vontade de voltar, da próxima vez com uma barraca nas costas.

O saldo da caminhada foi a constatação de que preciso me exercitar mais, os novos amigos que fiz e as imagens que trouxe comigo, tanto na memória da câmera como em minha própria memória. Imagens inesquecíveis, cuja reprodução captura menos de dez por cento do que é testemunhar ao vivo aquele espetáculo de luzes, formas e cores proporcionado pela natureza.

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



One Response to Alto da Ventania: caminhada para fotografar a Lua cheia

  1. Waldyr Neto disse:

    Bacana o relato Marcos !! Espero que seja a primeira de muitas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top