Pin It
Home » Fotografia » Filtro macro Raynox DCR-250 – macrofotografia simplificada


Filtro macro Raynox DCR-250

Filtro macro Raynox DCR-250

Sempre fui fascinada pelas macros. Cores, formas, insetos, plantas… tudo visto bem de pertinho. Mas as câmeras convencionais, que chamo de “caixinhas” nos dão somente opções limitadas de macro. O que a maioria das câmeras convencionais faz é, no modo macro, permitir que você aproxime bem a lente do assunto a ser fotografado sem que a foto fique borrada. Algumas câmeras oferecem também o modo super macro, que é ainda mais eficiente no assunto. Usando o modo super macro, você consegue encostar a lente da câmera no objeto a ser fotografado e mesmo assim não borrar a foto. Mas pára por aí. Mesmo assim, consegui boas fotos com bom nível de proximidade com com a minha “caixinha”. Esta é uma:

Fungo clicado no modo macro com uma Cybershot W-230

Fungo clicado no modo macro com uma Cybershot W-230

Mudando da câmera caixinha (Sony W230) para uma CanonSX20, com bem mais recursos, comecei a pensar nas macros mais elaboradas. Tá, tudo muito bem. Só que a minha Canon SX20 não é daquelas com lentes intercambiáveis, a lente dela é fixa. Então, nada de lente macro. Ahh! :-|

Dá para fazer fotos legais com boa proximidade e qualidade com a SX 20. Essa é um exemplo, mas não pode ser considerada macro:

Flor de hibisco fotografada com uma Canon SX 20

Flor de hibisco fotografada com uma Canon SX 20

Uma foto só é considerada macro se ela foi “aumentada” de seu tamanho original. Caso contrário, por mais perto que você chegue do objeto, não é macro.

Eu queria mais aproximação!
Sabia da existência dos filtros macro, aqueles redondinhos que você enrosca na lente da câmera. Pesquisei, li vários comentários em sites especializados, pensei… e concluí que eu queria uma coisa mais efetiva. Mais qualidade, claro, significa mais custo. Me decidi pelo filtro Raynox DCR-250. Próximo passo: onde achar? Procurei online no Brasil e não achei nada animador. Comprei então online num site americano (www.lensmateonline.com) e, como o valor passava dos U$ 50 permitidos pela Receita Federal, mandei entregar na casa de um amigo lá mesmo. Esse amigo trouxe para mim umas semanas depois quando veio ao Brasil.

Primeiros resultados com o filtro Raynox DCR-250 numa Canon SX 20

Primeiros resultados com o filtro Raynox DCR-250 numa Canon SX 20

Solução simples e barata para as caríssimas lentes macro que se usam nas câmeras que têm lentes intercambiáveis. Claro, a qualidade da lente é superior à de um filtro. Mas a brincadeira com os filtros vai longe e compensa…

Florzinha do picão fotografada com o filtro Raynox DCR-250

Florzinha do picão fotografada com o filtro Raynox DCR-250

Filtro Raynox DCR-250 e adaptador

Filtro Raynox DCR-250 e adaptador

O Raynox DCR-250 é um filtro muito bacana. Ele tem um adaptador bem polivalente que se adapta na frente de lentes e filtros de vários diâmetros entre 52mm a 67mm. O filtro em si tem um diâmetro pequeno (49mm na frente e 43 na base) e, por isso, as fotos tiradas sem zoom ficam com vinhetas bem grandes nas lentes mais largas como a minha de 58mm. E o mais legal desse filtro é que você não precisa atarrachá-lo na lente. É só apertar dos lados e colocar. Simples assim.

O dia da primeira brincadeira com meu Raynox foi bastante cansativo. Tripé, câmera e muita disposição. O motivo do cansaço? Explico: no começo apanhei pra me acostumar com a profundidade de campo rasíssima que o filtro gera e, como tinha que usar com zoom pra fugir da vinheta, a brincadeira me exigiu bastante tempo e paciência.

Quanto mais zoom, mais aumentado fica o objeto a ser fotografado e mais rasa a profundidade de campo. Se o foco estiver difícil, basta mexer na posição do tripé que o foco vai aparecer.

Gotas dágua são especialmente difíceis de dar foco com pouca iluminação

Gotas dágua são especialmente difíceis de dar foco com pouca iluminação

Mas, quando a gente se diverte, tudo é festa. E o resultado foi muito bom! Achei vários mini-motivos para clicar com meu filtro e passei muitos momentos brigando com ele também. Hoje em dia, meu filtro e eu mantemos um relacionamento muito amigável. Ele me ajuda a fazer fotos lindas, a conhecer mini-belezas, a descobrir mini-mundos e eu trato muito bem dele.

Pólem de uma mini flor perdida na grama da minha casa...

Pólem de uma mini flor perdida na grama da minha casa…

Não, não empresto, não vendo, não alugo, não troco. Virou xodó. Só eu e Marcos podemos usá-lo.

Tenho que admitir que ele é um filtro um pouco temperamental e às vezes a gente ainda se desentende quando ele cisma em não focar do jeito que eu quero ou onde eu quero. Exige mais luz, menos zoom, mais estabilidade. Mas a paciência vence qualquer teimosia. No final, eu cedo um pouco, ele cede um pouco e entramos num acordo para produzir imagens bacanas e mostrar para todos a beleza do mini universo.

Cravo com suas formiguinhas clicados com o Raynox DCR-250

Cravo com suas formiguinhas clicados com o Raynox DCR-250

Se você tem um Raynox DCR-250 e ainda não se acertou com ele, não se desespere! Conseguir foco é questão de paciência e um pouquinho de prática. Muitas vezes será necessário mexer no zoom, na posição do tripé e até nas configurações da sua câmera, mas com o tempo você vai pegando o jeitinho dele, o jeitinho da sua câmera e aí tudo fica mais simples.


Uma boa dica é ativar o disparador automático da sua câmera para evitar qualquer movimento na hora de bater a foto.
Outra dica importante é desativar o estabilizador da sua câmera (caso ela tenha um) quando ela estiver no tripé. O que acontece é que com ele ligado, a câmera se perde tentando compensar a falta de movimento e aí, a foto treme um pouco. Quando tirar a câmera do tripé, lembre de ligar novamente o estabilizador.

Fungo encontrado no jardim depois de vários dias de chuva

Fungo encontrado no jardim depois de vários dias de chuva

Na hora de fotografar com o Raynox DCR-250 é preciso ter em mente que:

Joaninha trabalhosa. Não parava de andar e a foto foi difícil.

Joaninha trabalhosa. Não parava de andar e a foto foi difícil.

– Tripé é essencial. Ponto! Por mais estável que seja a sua mão, acredite, não é suficiente

– O motivo da foto precisa estar parado. Totalmente parado. Dificilmente você vai conseguir fotografar bichinhos andando. Vai borrar.

– Vento é a perdição total. Uma balançadinha na folha ou na florzinha e lá se foi a foto embora.

– Quanto mais zoom, mais rasa vai ser a profundidade de campo

– Mesmo se você for iniciante, não fotografe no modo automático. Use, pelo menos, o modo Av (para Canon) e A (para as demais), e controle a abertura do diafragma de acordo. Tenha em mente que quanto menor o valor de f, mais rasa será a profundidade de campo. A graça é brincar com as possibilidades e se divertir com os resultados

– Locais com boa iluminação rendem fotos mais coloridas, vivas e menos borradas.

Tenho também um filtro macro mais simples desses que se atarracham na lente. Funciona, mas o Raynox dá de 10 x 0 nele.

Resumindo, o filtro macro Raynox DCR-250 é um bom investimento com ótimo custo x benefício e uma excelente ferramenta para quem gosta de macrofotografia e não pode comprar lente específica.

Em breve publicaremos post específico sobre macrofotografia com mais dicas.

Pronto, agora você já sabe o que fazer! Mãos à obra e boa sorte!

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

      Receba nossas atualizações por e-mail:

 

 

24 Responses to Filtro macro Raynox DCR-250 – macrofotografia simplificada

  1. Karina disse:

    Olá Camila, eu escrevi para vc, mas o site não publicou o comentário. Então, eu quero agradecer por compartilhar suas informações sobre a Raynox, foi o único blog em português que me “salvou” e deu uma segurança para investir nessa lente. Eu segui as suas instruções e olha foi bem difícil de encaixar a lente, ela escorregava de um lado para o outro, apertava as molinhas até o final e não entrava de jeito nenhum, mas no final deu certo, agora vou deixar ela lá presa por por um bom tempo, tô até com medo de tirar, rs… a minha câmera é simples uma SX530hs, medi o diâmetro frontal e deu 55mm, então eu imagino que quanto maior o diâmetro é mais fácil o encaixe?!… Pq em um dos vídeos que eu vi não há esforço para colocar a lente. Estou começando agora e adoro fotografar objetos pequenos, insetos, flores,etc… tenho muito para aprender até comprar uma câmera legal. Muito obrigada por responder os comentários e pela paciência.

    • Camila Guerra disse:

      Oi, Karina!
      É um prazer ajudar!
      Dei uma olhadinha online nesse modelo que você informou e as únicas coisas que consigo pensar que podem estar atrapalhando o encaixe é se a lente da SX530hs não tiver ranhuras por dentro, (o que não parece ser o caso porque a lente dela recebe uma tampa do mesmo jeito que o Raynox deveria ser encaixado) ou se as ranhuras internas forem finas ou grossas demais e, portanto, incompatíveis com as garras do adaptador do filtro. De qualquer forma, veja se o raynox ficou bem seguro e tenha cuidado para ele não escapulir e cair. Lembre-se que vai sempre ter que mexer no zoom para encontrar o melhor foco e se o filtro não estiver bem colocado, ele pode soltar.
      Espero que dê tudo certo.
      []’s

  2. Karina disse:

    Olá Camila, por favor se puder me ajudar…qual o segrego do encaixe da lente Raynox DCR-250? Aperta bem as laterais onde tem a molinha e encaixa internamente? Me ajude, to bem chateada por não conseguir… procurei videos no youtube e não achei… Obrigada…

    • Camila Guerra disse:

      Oi, Karina!
      Isso mesmo. Aperte o local das molinhas e encaixe por dentro da lente da sua câmera. Se não houver ranhuras por dentro da lente, cuidado que a Raynox pode escorregar. E se a sua câmera não tiver local para as garrinhas da Raynox se segurarem (como as Point & Shoot, por exemplo), você vai precisar de um anel adaptador. Mesmo que não entenda inglês, dá uma olhada nesse vídeo pra você ver como o sistema funciona com as câmeras basiquinhas: https://www.youtube.com/watch?v=iYTi2jQVn94
      []’s

  3. Castro disse:

    E ai Camila, blz?

    Gosto de macro.

    Tenho uma Canon SX50, e quero comprar Raynox, mas estou em dúvida entre os modelos 202 e 250, qual seria melhor?

    Em todo caso, já tenho tripé.

    • Camila Guerra disse:

      Olá, Castro.
      Eu não conheço a Raynox MSN-202, mas dei uma olhadinha nela online.
      A 202 aumenta mais e gera uma profundidade de campo (DOF) muito mais rasa do que a 250. Ou seja, o foco dela é muito mais difícil.
      Tenho bastante experiência com a 250 pra dizer que a DOF dela já é um pé no saco para acostumar, o foco foge muito rápido, imagino com a 202.
      Se você está começando em macro, nunca usou uma Raynox e não quer perder a vida toda tentando achar foco nas suas fotos, vá de 250.
      Na minha opinião, a 250 já pode ser bem frustrante para os iniciantes, imagine a 202…
      []’s

  4. Adriano disse:

    Camila Guerra.

    Parabéns pelos tutoriais por você escrito e principalmente pela boa vontade de transmitir seus conhecimentos a aqueles que lhe procura.

  5. Adriano disse:

    Camila, tudo bem?
    Estou passando um sufoco danado, o fato é que possuo uma Canon 70D + Canon EF-s 60 mm F/2.8 Macro + Raynox msn-202, até aqui venho tentando tirar uma foto digamos que aceitável e não consigo, o foco é difícil pra caramba e quando penso que esta em foco e faço a foto, sai sempre tremida. Estou usando na Canon 60 mm o foco manual e sempre tenho deixado o “F” ente 20 e 25, já o Iso sempre em 100, já que estou tentando fotografar insetos no jardim e nesse ambiente a luminosidade é muito intensa. Porque será que só encontro o foco quando a Reynox esta praticamente encostada no inseto? nessas condições fica difícil pois os insetos são muito arredios e sempre fogem! até aqui não usei Tripé, pergunto-lhe: Onde estou errando? será que você poderia me dá uma ajuda?

    • Camila Guerra disse:

      Oi, Adriano!
      Olha, pela experiência que eu tenho com a Raynox DCR-250, você não vai conseguir nada que preste sem tripé. Eu falo isso no post. A não ser que você dê MUITA sorte. Eu penei para fotografar com ela essa joaninha “animadinha” aí do post, ela que não parava quieta. Usei tripé.
      Minhas melhores fotos foram feitas com zoom. Tenho uma 18-55 mm e com ela nunca consegui boa coisa usando a Raynox. Uso a 75-300 mm.
      Macro de inseto já é complicado pois qualquer movimento no assunto, a imagem sai de foco.
      O foco com esse filtro geralmente se consegue bem próximo ao assunto mesmo. Nas minhas fotos macro sempre uso valores de f mais baixos, mas isso depende do quanto da foto você quer em foco.
      []’s

  6. Olá Camila! Muito boa essa postagem…foi muito esclarecedora no uso do Raynox Dcr-250. Sou botânico, e gostaria de melhorar um pouco minhas fotografias, sem pretensão de conseguir uma qualidade profissional, apenas queria deixar de usar câmeras compactas para tirar fotos em campo. Pretendo comprar a Nikon P510 (http://www.nikon.com.br/Nikon-Products/Product/Compact-Digital-Cameras/26329/COOLPIX-P510.html#tab-ProductDetail-ProductTabs-Overview), minha dúvida é se a Raynox poderia ser utilizada nesse modelo?

    Desde já obrigado.

    • Camila Guerra disse:

      Olá Wanderson,
      Acho que dá sim.
      Dei uma olhada por aí e me parece que o diâmetro da lente da P-510 é 52mm, que é o tamanho mínimo do adaptador da Raynox DCR-250.
      Não precisaria nem de tubo adaptador pois a Raynox já tem o seu próprio. Caso você esteja pensando em outro filtro qualquer, tipo um UV ou polarizador, aí sim precisaria de um adaptador pois a lente dela não aceita rosca. As ranhuras são somente para fixar a tampa. Como o adaptador da Raynox não é de rosca, tá garantido!
      []’s

      • Wanderson Silva disse:

        Oi Camila,

        Foi exatamente isso que encontrei de informações! Apesar de tudo adaptador para o Raynox, ele ficaria apenas encaixado na câmera, sujeito a quedas. Com o adaptador o encaixe é mais firme e seguro.

        Muitíssimo obrigado pelo esclarecimento.

        Atenciosamente.

        • Camila Guerra disse:

          Wanderson,
          Não acho que o adaptador da Raynox vai dar bobeira não. Ele fica bem firme e o fato dele não ser de rosca, não o faz menos seguro. Se existem ranhuras na “lente”, o filtro vai ficar bem preso. Se você preferir não usar o adaptador que vem com a Raynox e quiser comprar um adaptador direto para a macro, vai precisar de um tubo adaptador para a sua P-510 e de um anel que faça a conversão de 43mm para 52mm… No seu lugar eu experimentaria direto antes de mais nada.
          Boa sorte. ;)
          []’s

          • kilsonrj disse:

            Bom dia Camila.
            Estava procurando alguma coisa sobre esse filtro e cheguei aqui em vc, achei legal os exemplos ,faço macro com uma D7000 com lente 105mm 2.8 ,é uma boa lente mais não o suficiente , tenho filtros desses +2-+4 etc que não é muito legal que perde um pouco a nitidez , quanto a esse filtro que vc não vende não dá nem empresta ,ele tem alguma perda ? já que vc esta muito bem em sintonia com ele ,o que não quero é comprar mais uma tralha e depois ficar no saco ,entende ,, quanto a tirar com tripé ,não faço ,, mais deixo a maquina configurada o máximo possível,, como, bloqueio o AF-L,, uso o AF-S e focagem em ponto único e trabalho com nitidez alta assim tenho como visualizar antes mesmo de tirar a foto ,depois ,tenho mais liberdade , nem sempre o inseto esta numa posição legal que de para colocar tripé , mais já tentei sim ,o resultado foi ,, cai de uma ribanceira com tripé maquina e tudo que tinha direito , não tirei uma foto com ele , mais cheguei toda arranhado,,rsrsr , claro ,, o treino é importante ,muito treino, até pegar a manha apanhei muito ,, chega né , já falei d+ abraços.

          • Camila Guerra disse:

            Oi Kilsonrj,
            Ri alto com seu tombo! A gente passa cada aperto por causa de uma boa foto, né? :)
            Nitidez em macro com filtro é um problema realmente. Não tem como comparar a nitidez de uma lente macro com a de um filtro, seja ele qual for. Tanto que a diferença em preço é abissal…
            O que eu aprendi nesse tempo brincando com a Raynox é que a iluminacão faz toda a diferença na nitidez da foto. E como falei no artigo, esse filtro é uma opção “barata” para quem quer começar a fazer macros e não tem uma DSLR ou não quer gastar uma grana com uma lente cara. Não dá pra comparar a qualidade da imagem. Essa é a primeira coisa que você tem que ter em mente na hora de comprar, pra não se frustrar.
            Nas minhas avaliações baseadas no dia a dia com filtros comuns e com o Raynox, na minha opinião o Raynox tem qualidade superior. Tanto que eu tenho esses filtros macros comuns e não uso. Já tentei e não consegui imagens legais. Uso sempre o Raynox. Você vai ver que ele é bem mais caro que um filtro macro desses simples.
            Pra você ter uma idéia melhor, dá uma olhada nesse meu álbum. A grande maioria dessas fotos foram feitas com o meu Raynox: http://www.flickr.com/photos/camilaguerra/sets/72157624954074018/
            []’s

  7. Daniel disse:

    oi camila, entre a sx 40 e a 50 qual vc me a conselha a compra? pois a sx 40 tem abertura f 2,7 e a sx 50 f 3,5, o zoom da sx 40 e de 35x o da sx 50 50x, a sx 40 nao possui formato RAW a sx50 ja possui.
    eu pretendo fotografar mais macro, mais porem estou com medo das fotografia da sx 50 ficar muito escuras pelo fato da abertura ser 3,5 o que vc acha.
    Obrigado

    • Camila Guerra disse:

      Oi Daniel,
      Não usei nenhuma das duas, mas mesmo assim iria preferir a SX50. Vi alguns reviews dela e achei bacana.
      Primeiro por bater em raw. Segundo por causa do zoom. Terceiro que se você quer mesmo brincar com macros, vai acabar querendo comprar um filtro, que ajuda muito nas macros.
      É claro que para macros, f2.8 é melhor que f3.5, mas existem outros fatores que vão influenciar nas suas macros. Não acho que essa diferença na abertura vai prejudicar a qualidade das suas fotos.
      Ambas as câmeras me parecem muito boas. O ideal seria você ir numa loja e fazer um teste fotografando a mesma coisa no mesmo local com a mesma configuração.
      No fim desse artigo http://bit.ly/Wi81lb você vê as diferentes aberturas na segunda foto. É um slideshow que vai passando e dá pra ter noção do efeito do valor de f.
      []’s

  8. daniel disse:

    oi camila,
    Com esse filtro eu consigo compença a falta do f baixo da sx 40 e sx50 pois ela tem o f 3,5 com o filtro eu consigo fazer fotos macro com o fundo desfocado com essas maquinas, ja qua com a abertura pequena? essa suas fotos foram feita com qual maquina? uma grande abraço;

  9. Ingrid disse:

    olá Camila,
    Parabéns pelas belíssimas fotos! amei todas, em especial a da fantástica gota d’água e da flor com as anteras amarelas, perfeita! tenho uma dúvida… a minha câmera é uma Canon SX40, e gostaria de saber se esse filtro macro Raynox DCR-250 é compatível com minha lente. Comprei essa câmera sem muitos conhecimentos em fotografia, e me decepcionei com o macro dela, pois eu não consigo uma boa foto usando este recurso, em compensação as fotos de longe com zoom ficam ótimas. Já pesquisei onde encontrar esse filtro e só achei no mercado livre. queria saber qual site vc comprou e quanto pagou por ele.
    Parabéns também pelos seus sábios comentários. São dicas fundamentais para quem gosta do mundo da fotografia…. e isso é muito bom, compartilhar suas experiencias com todos nós amantes desse hobby! Muito obrigada!
    abraços, Ingrid

    • Camila Guerra disse:

      Olá Ingrid,
      Obrigada!
      O Raynox é sim compatível com a lente da SX40. Não se preocupe com adaptador pois o que vem com o filtro já é suficiente para a sua camera.
      Comprei o meu filtro nos EUA, no site da Lensmate (www.lensmateonline.com) e um amigo trouxe para mim. Na época me custou cerca de U$ 65. No Mercado Livre, claro, estão cobrando o dobro do preço dos EUA. Quando comprei o meu, não tinha para vender nem no ML.
      []’s,
      Camila

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top