Pin It
Home » Dicas, Petrópolis RJ » Rua Teresa – Polo de modas na Serra


Eu vivo um caso de amor e ódio com a Rua Teresa. Engraçado isso. Cresci visitando tias que foram das primeiras a ter loja quando a Rua Teresa ainda não era polo de moda. Passávamos o dia todo na casa delas pelo menos uma vez na semana. Às vezes passávamos a semana. Vi a Rua Teresa já formada se desenvolver, mudar, crescer. Vivi naquela rua muitas brincadeiras e bons momentos de infância na companhia de primas e coleguinhas “de rua”, na época em que brincar na rua ainda não era perigoso. Aos 19 anos cheguei a costurar para a loja das tias, sozinha. Eu, minha máquina de costura e meu overloque. Pois é, essa blogueira aqui é tipo “bombril”. :)
Enfim, esse é meu caso de amor com essa rua famosa.

E o meu “caso de ódio”? Bem… vou falar baixinho, por favor não espalhe por aí, mas… eu odeio comprar roupas. Pode rir. Talvez eu seja a única mulher no mundo que não gosta de comprar roupas e muito menos de olhar vitrines. Pode parecer esquisito, mas deixa eu me jutificar antes que você queira me prender em uma camisa de força: até gosto de uma roupinha nova ou outra, mas “experimentar roupa” é a morte! Chato demais! :)

Imagina eu em uma rua com mais de mil lojas espalhadas por seus 2km de extensão! Dá pra imaginar a sensação, né? Mas como também tenho meu caso de amor com a Rua Teresa, caminhar por ela é até agradável. Sou do tipo que chega cedo. Lá pelas 9h já começo a subir a rua pra evitar o movimento maior. Sim, subir. A rua Aureliano Coutinho, onde començam a aparecer as lojas, é uma subidinha. Logo ela emenda na Rua Teresa que passa a ser praticamente plana com um leve aclive. São 2km de rua apinhada de lojas para todo canto. Muitas lojas e muitas galerias com mais outras lojas.

Moda na rua Teresa para todos os gostos e bolsos

Moda na rua Teresa para todos os gostos e bolsos


A Rua Teresa ficou conhecida pelo preço barato das roupas numa época em que Petrópolis era lar de muitas tecelagens.

A maioria das tecelagens quebrou ou mudou e não te convidou. :)
Os preços? Bem, passaram a variar. Atualmente há lojas para todos os gostos e bolsos. Moda feminina, moda masculina, moda praia, modinha infantil, moda para gordinhas e gordinhos, sapatos, bijouterias, bolsas, peças íntimas… de tudo um pouco. Preço baratinho, menos baratinho, normal, caro, mais caro… é, há de tudo. Por isso, se você resolver fazer umas comprinhas na Rua Teresa, prepare-se e venha com tempo para escolher.

Os compradores compulsivos fazem a festa. Confesso que até eu que não sou nada consumista no que diz respeito a roupas, acho muita coisa interessante.

Na Rua Teresa há de tudo, inclusive bolsas e bijouterias

Na Rua Teresa há de tudo, inclusive bolsas e bijouterias


Há alguns anos a Universidade Estácio de Sá instalou-se em Petrópolis e criou aqui, dentre outros de seus cursos, a faculdade de Design de Moda. Pronto. Era o que faltava para a rua da minha infância ganhar mais glamour, mais atenção além da que normalmente recebia das eternas sacoleiras (que hoje não andam mais de sacolas a tira colo como antes, andam puxando malas). Poderíamos chamar de maleiras a versão atualizada das sacoleiras de antigamente.

As novas sacoleiras com suas malas de compras

As novas sacoleiras com suas malas de compras

Sacoleiras iniciando suas compras

Sacoleiras iniciando suas compras



Sacoleiras?

São mulheres (em sua maioria) que geralmente vêm em ônibus de sacoleiras (ou maleiras) e compram no atacado. Compram muitas peças a preços menores para revender. Pois é, a Rua Teresa não é só para turista ver. Tanto que algumas lojas indicam dois preços nas peças: o maior é para pessoas comuns como eu. O menor preço é para as maleiras que compram no atacado.

Há muitas lojas com "precinhos camaradas" na Rua Teresa. Das mais simples às mais sofisticadas

Há muitas lojas com “precinhos camaradas” na Rua Teresa. Das mais simples às mais sofisticadas


A partir da criação do curso de Design e Moda, a Rua Teresa passou a receber eventos como desfiles de moda que agitam o local de vez em quando. Ao longo dos anos a Rua Teresa ganhou associações, conselhos e passou a participar de forma organizada de feiras de moda no país. Isso tudo rendeu a Petrópolis o título de “Capital da Moda no Estado do Rio de Janeiro”.



Nos fins de semana a rua fica bem cheia, especialmente nas vésperas de datas festivas importantes como Natal, Ano Novo, Dia das Mães, etc.

Para os que têm facilidade de vir a Petrópolis e querem pegar um precinho muito bom, a mudança de estação sempre gera muitas promoções e liquidações por toda a rua.

Na mudança de estação é fácil achar precinhos ótimos por toda a Rua Teresa

Na mudança de estação é fácil achar precinhos ótimos por toda a Rua Teresa


Onde comer

Se preferir comer na própria Rua Teresa, há alguns restaurantes por quilo, lanchonetes, carrocinhas de cachorro quente e afins, além de vendedores ambulantes que passam de loja em loja com seus docinhos e sanduíches. No fim da rua, bem mais pra cima está o supermercado Extra e ao lado o shopping onde há uma praça de alimentação com alguns restaurantes, pizzaria e creperia.

Outra opção é retornar ao centro da cidade que tem diversos restaurantes por quilo ou a la carte para todos os bolsos. Em nosso artigo sobre onde comer no centro de Petrópolis, você acha alguns.

Como chegar

Para quem chega na cidade de ônibus, existe uma sala VIP na rodoviária de Petrópolis onde as pessoas podem esperar pelo ônibus executivo que tem como destino a Rua Teresa. Do centro da cidade há ônibus que passam pela rua Teresa regularmente.

Aos sábados há também uma van da Rua Teresa que busca os turistas nos hotéis, levando-os de volta no fim da tarde.

E para quem já está no centro da cidade, meu conselho é subir por um lado da rua e descer pelo outro para não perder nada. Ah, uma dica importante: use sapatos confortáveis!

Você pode ver a rua Teresa pelo Google Street View. Dá uma boa idéia de como é a rua.

Imagem da rua Teresa no  Google Street View

Rua Aureliano Coutinho no Google Street View


Onde estacionar

Para quem chega à Rua Teresa em seu próprio carro, é possível estacionar na rua, mas para isso é preciso chegar cedo ou dar sorte. Se as vagas na rua estiverem esgotadas, há vários estacionamentos ao longo da via e quando há vagas é comum ver uma pessoa indicando a entrada nos dias de maior movimento. Todos pagos, claro.

Parte da rua Teresa com suas mais de 1.000 lojas

Parte da rua Teresa com suas mais de 1.000 lojas


A Rua Teresa só dá acesso subindo.

Há um estacionamento na rua Santos Dumont que dá também para a rua Dr. Sá Earp. Deixando o carro ali, é preciso atravessar a rua e subir umas escadas pela “Travessa da Ligação”, que dá acesso à parte final da Rua Teresa.

Outras opções são os estacionamentos na rua Aureliano Coutinho, General Osório e outros mais para o centro da cidade.

Revitalização da Rua Teresa

Há um projeto de revitalização da Rua Teresa já aprovado desde de 2011. Dentre outras propostas, o projeto pretende acabar com os muitos fios de eletricidade, TV e telefone que enfeiam a rua. Fico na torcida para que traga vantagens para lojistas e clientes e espero que não fique mais caro e demore mais do que deveria. Afinal, obra só é bom quando termina. :)

A rua Teresa funciona de segunda a sábado das 9h às 18h. Com exceção das segundas-feiras que, respeitando a “semana inglesa” as lojas só abrem às 14h.

Próximo ao Natal a Rua Teresa também abre aos domingos.

Curiosidade: A rua Teresa tem esse nome em homenagem à Imperatriz Teresa Cristina, esposa de D. Pedro II. Detalhes da cidade Imperial. ;)

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



One Response to Rua Teresa – Polo de modas na Serra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top