Pin It
Home » Trilhas e Caminhadas em Petrópolis » Travessia Cuiabá x Brejal – Petrópolis


A Travessia Cuiabá x Brejal está classificada no Guia de Trilhas de Petrópolis como caminhada leve superior. Ela tem aprox 12km de extensão e é praticamente toda percorrida por estradinhas rurais.

A tranquilidade do campo e a beleza da simplicidade.

A tranquilidade do campo e a beleza da simplicidade.


Para localizar o pessoal que não sabe onde ficam Cuiabá e Brejal, vale lembrar que nosso ponto de partida é a localidade que mais sofreu com as chuvas de 2011 que deixaram um rastro de destruição no bonito Vale do Cuiabá, perto de Itaipava em Petrópolis. Nosso ponto final também sofreu muito. Brejal (Posse – Petrópolis) ficou ilhada na mesma ocasião e amargou prejuízos enormes. Foi muito bom passar pelos locais e ver que a recuperação, embora gradativa, aconteceu. Também incrível é ver e entender por onde o rio passou… parece mentira que aquilo realmente aconteceu. Enfim, marcas que ficaram na história desses lindos locais.

Pegamos nosso ônibus no terminal de Itaipava e descemos no ponto final do Cuiabá. De lá a caminhada é toda feita por estradas de terra, passando por pequenos pedaços de trilha na mata. Vez ou outra avistávamos uma ruína, uma fazenda ou uma casinha.

Algumas construções abandonadas dão um ar curioso ao caminho

Algumas construções abandonadas dão um ar curioso ao caminho


Momentos em que pudemos “ouvir a região”. Água, pássaros, vento e nossas vozes um pouco aqui e ali, caminhando na companhia de amigos do grupo Trilhas na Serra, pessoal nota 10 que explora as trilhas locais.

Estradinha rural na Travessia Cuiabá x Brejal

Estradinha rural na Travessia Cuiabá x Brejal


Por ser quase toda ela feita por estradas rurais, não há muitas dúvidas. No entanto, é importante ir com alguém que conheça a travessia ou seguir o guia de trilhas de Petrópolis, para não pegar o caminho errado nos locais onde a estrada se divide. Há algumas bifurcações e não há sinalização.

A caminhada é fácil com alguns trechos de subida, muitos trechos planos e várias decidas. Nada que dê para assustar. Em algumas partes do trajeto conseguimos enxergar algumas das lindas montanhas da região. Entre elas o Taquaril (encoberto na foto abaixo).

Já no Brejal, bonita vista das montanhas.

Já no Brejal, bonita vista das montanhas.


Demos sorte nesse dia quente de outubro, pois o sol não deu muito as caras na parte da manhã e caminhamos praticamente o tempo todo com a temperatura agradável. Há muitos trechos de estrada totalmente descoberta que, em dias de solina, vai cansar muito mais. A dica é levar sempre boné e protetor solar para não passar aperto.

Um dos vários lindos trechos do caminho.

Um dos vários lindos trechos do caminho.


A parte negativa dessa trilha é ter que dividir espaço, tanto nas estradinhas quanto nas trilhas, com os motoqueiros barulhentos que usam o local para treino de motocross.

Numa das estradas principais, um motoqueiro se aproxima para entrar na trilha

Numa das estradas principais, um motoqueiro se aproxima para entrar na trilha


Chato, muito chato, chato demais! Nada a reclamar com relação aos praticantes mas fiquei com a cabeça cansada por conta daquela barulheira toda que nos acompanhou por um bom pedaço do caminho. No trecho onde a trilha fica mais legal e mais estreita, tivemos também que dividir o espaço com as motocas! Gostei não. :(

Parte do caminho é feito por uma trilha e dividí-la com os motoqueiros não foi legal.

Parte do caminho é feito por uma trilha e dividí-la com os motoqueiros não foi legal.


Outra desvantagem das motos nas trilhas é que causam erosões sérias no terreno e isso dificulta a caminhada e não favorece o meio ambiente.

Pedaços erodidos fazem parte da trilha. As motos são responsáveis pela maioria das erosões

Pedaços erodidos fazem parte da trilha. As motos são responsáveis pela maioria das erosões


Passando essa parte, a calmaria voltou e continuamos nosso caminho em paz. Já na descida para o Brejal, é possível ver várias quedas dágua em bonitas pedras que descem acompanhando o caminho. Infelizmente estão dentro de propriedades particulares e não é permitido banho.

Um banho nessa cachoeirinha cairia muito bem, mas ela tem dono. :(

Um banho nessa cachoeirinha cairia muito bem, mas ela tem dono. :(


No larguinho do Brejal pegamos a linha Jurity (pouquíssimos horários. Conseguimos pegar o das 13h) que nos deixou na Posse. De lá voltamos para o terminal de Itaipava.

Minha conclusão sobre a travessia Cuiabá x Brejal: a estrada está boa em toda sua extensão, não há muito o que se ver em relação a vistas bonitas mas o caminho é bacana. Se eu pudesse, proibiria acesso às motos, pois pode ser perigoso, e o barulho delas é insuportável. Caminhada leve, de fácil orientação, sem dificuldade. Lugar agradável que vale a pena conhecer.

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



One Response to Travessia Cuiabá x Brejal – Petrópolis

  1. Mario disse:

    valeu as dicas da travessia. Conheço a região do Brejal, mas não o Cuiabá. É realmente uma região muito bonita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top