Pin It
Home » Dicas » Treze dicas para você fazer uma boa entrevista para o visto americano


Como tirar visto americano

Como tirar visto americano

O visto americano costuma tirar o sono de muitos de nossos leitores. Muita gente nos escreve em comentários, por e-mail ou pelas nossas redes sociais com dúvidas infindáveis sobre as mais diversas particularidades referentes ao visto americano.

Temos um artigo onde descrevemos passo a passo como tirar ou renovar o visto americano e outro artigo com 26 perguntas e respostas sobre o visto americano. Se ainda não leu, leia antes de perguntar. Leia inclusive os comentários pois suas perguntas provavelmente já foram respondidas antes.

Para ajudar um pouco os mais ansiosos, fizemos uma lista com algumas dicas para não “escorregar” na hora da entrevista:

1) A primeira dica e a mais importante é a que eu sempre repito: não minta! A mentira tem perna curta e não anda sozinha. Quando mentimos, nosso corpo indica isso de alguma forma e se você se enrolar com a história falsa e o agente consular perceber, pode dar adeus ao visto!

2) Seja pertinente! Confirme o que você declarou no DS-160 e leve documentação para comprovar que falou a verdade. Se no formulário declarou uma coisa, não dê uma resposta diferente na hora de entrevista.

3) Vá vestido normalmente. Não precisa se emperequetar todo e nem ir vestido feito um mulambo. Seja você agindo naturalmente e se vestindo como você mesmo. Estar bem vestido, de maneira discreta e condizente com sua personalidade, é a melhor solução. E manere no perfume!

4) Não conte historinhas, não faça pidinhas inoportunas tentando arrancar sorrisos do agente. Um bom dia e um sorriso sincero são mais eficientes para quebrar o gelo do que qualquer comentário idiota. Lembre-se que o que vai te render o visto é a sua situação no Brasil e não o seu ótimo senso de humor. Se o agente brincar com você, seja simpático, mas não pense que virou o melhor amigo dele só porque ele sorriu para você. Educação e limite são importantíssimos.

5) Seja conciso, verdadeiro e simples nas respostas. Não elabore demais. O agente consular não tem tempo e nem paciência para ouvir a história da sua vida. Ele faz perguntas diretas e espera respostas diretas.

6) Controle seu nervosismo. É, eu sei que esse é um conselho meio esquisito mas se você for para a entrevista tremendo, transpirando e roendo as unhas vai passar insegurança para o agente. Controle- se. Se você não está mentindo, não tem o que temer.

7) Esqueça a possibilidade de ter o visto negado. Vá para a entrevista confiante, seguro de si. Pensar no que pode acontecer de errado só vai contribuir para o nervosismo. Quando estiver prestes a fazer a entrevista, não adianta mais se lamentar por ter ou não informado algo ou por não ter levado um documento. Pense que fez tudo o que devia e que só lhe resta responder as perguntas com o máximo de segurança que conseguir.

8) Entre perguntas mais comuns, estão:
– Qual a sua idade
– Qual a sua profissão
– Quanto tempo pretende ficar lá
– Para onde pretende ir
– Com quem você mora
– Se já visitou os EUA antes
– Se tem parentes nos EUA
Geralmente o agente faz as perguntas dependendo do que o candidato declarou no DS-160. Isso quer dizer que perguntas como “quem está pagando a viagem” e “o que os seus pais fazem”, também são comuns em alguns casos. Sim, tem tudo isso no DS-160 mas o que o agente quer ver é se o candidato entrará em contradição. Portanto, saiba o que você declarou e responda adequadamente. Qualquer contradição pode lhe render uma negativa.


9) Leve TODA a documentação que puder para comprovar renda, vínculos e patrocínio de terceiros, se for o caso. E, se possível, assim que chegar no guichê, coloque a pastinha de documentos em um local onde o agente consiga vê-la. Na grande maioria dos casos, o candidado sequer tem a oportunidade de mostrar qualquer papel, mas tê-los em mãos tem duas vantagens: você se sentirá mais seguro sabendo que pode mostrar qualquer documento que o agente solicitar para comprovar algo que declarou; e o fato do agente ver que você levou documentação, é uma indicação de que você pode comprovar o que declarou.

10) Dentre as causas mais comuns do visto negado:
– Nervosismo na entrevista
– Não ter vínculos suficientes com o Brasil
– Falta de documentos que provem o que declarou
– Informações conflitantes (formulário x entrevista)
– DS-160 mal preenchido com informações confusas.

11) Mostre somente o documento que o agente solicitar. Se ele pedir IR, não entregue a pasta inteira. Abra a pasta calmamente, ache o IR e entregue-o ao agente. Se ele começar a fazer muitas perguntas e você notar que ele ficou indeciso sobre alguma resposta sua para uma pergunta importante, você pode oferecer gentilmente de mostrar o documento perguntando algo como “Eu trouxe comprovação, o (a) senhor (a) gostaria de ver?”. Mas não fique oferecendo documentação toda hora para não parecer desesperado.

12) Se já teve um visto negado recentemente, espere que algo mude em sua condição de vida que justifique uma nova tentativa. Se tentar novamente sem ter nada a mudar/acrescentar, seu risco de levar outro não é muito grande. Ir para a entrevista nessa condição lhe deixará inseguro e nervoso.

13) Enquanto estiver no guichê sendo entrevistado, evite olhar para os lados ou ficar prestando atenção na entrevista alheia. Sua atenção deve estar toda voltada para o agente consular para fornecer com rapidez e segurança as informações que ele solicitar.

Resumindo seja conciso, verdadeiro, direto, seguro. Seja você! E boa sorte! ;)

Dúvidas sobre o visto? Nos comentários abaixo você encontra várias dúvidas já respondidas. Ajude a blogueira aqui e antes de postar a sua dúvida, veja abaixo se ela já foi respondida. Os comentários trazem também informações importantes e dicas relevantes sobre o processo e tudo o que envolve o visto americano. E leia também nosso artigo “Passo a passo para tirar visto americano” e “Visto Americano – 26 perguntas e respostas” Não deixe de ler, ambos têm muitas perguntas e respostas. ;)

Outra fonte de informações é o próprio site para marcação das entrevistas. Veja a FAQ deles.

Quem não quiser passar pelo processo do visto americano, uma alternativa é a dupla cidadania européia. Com ela, você só precisará emitir o ESTA para viajar, que é muito mais barato e rápido. Para quem tem antepassados portugueses, recomendamos a leitura desse livrinho com o relato do autor sobre o processo de obtenção da cidadania portuguesa: “Como consegui minha nacionalidade portuguesa por atribuição“.

Gostaria de deixar claro que as respostas são minha opinião pessoal baseada em minha própria experiência. Minhas respostas não podem ser consideradas verdades absolutas. Pesquise mais, leia outras experiências e tire suas próprias conclusões. Nem eu e nem este blog temos qualquer ligação ou contato com a embaixada ou com qualquer consulado americano. Tempouco trabalhamos com vistos.

DEVIDO A QUANTIDADE ENORME DE PERGUNTAS REPETIDAS E A MINHA FALTA DE TEMPO, NÃO ESTOU MAIS RESPONDENDO AOS COMENTÁRIOS NOS POSTS RELACIONADOS AO VISTO AMERICANO.

Precisa reservar hotel nos Estados Unidos? Reserve online pelo Booking:

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



809 Responses to Treze dicas para você fazer uma boa entrevista para o visto americano

  1. Camila disse:

    Boa noite Camila! Tenho uma grande dúvida: sou formada em letras licenciatura, sou professora de português. Porém atualmente estou trabalhando em uma empresa do ramo educacional que me registrou como “monitora”. O que devo colocar na hora de preencher o ds? Professora ou monitora? O que devo responder quando for perguntada na entrevista? Porque sou professora com experiências anteriores e de formação, porém atualmente com registro de monitora.
    Att.
    Camila

  2. beatriz disse:

    Boa tarde
    Me chamo Beatriz tenho 16 anos minha entrevista no consulado é dia 02/03
    sou estudante não trabalho, minha mãe é dona de um comercio, e meu pai trabalha em banco
    quem esta pagando a minha viajem é o meu tio.
    coloquei entre uma possível data de visita para a disney no dia 22/03 pelo fato desta data estar próxima ao meu aniversario que é dia 03/04.
    estou um pouco insegura porque sou menor de idade e estou indo desacompanhada.
    alguém pode me dar conselhos sobre oque devo fazer no dia da entrevista, ou me ajudar com qualquer informação me dando um voto positivo de que seja possível eu conseguir o visto?
    Obrigado.

    • Camila Guerra disse:

      Beatriz, é possível você conseguir o visto sim, mas é difícil adivinhar o que o agente consular vai pensar de sua situação.
      Você está indo desacompanhada para a entrevista ou para a viagem? Se for viajar sozinha e não for encontrar ninguém lá, acho que ele pode desconfiar e negar seu visto.
      []’s

  3. Kelly disse:

    Olá Boa tarde Camila, parabéns pelas informações do blog, ajudam muito.
    Estou no processo de solicitação de visto, eu e meu esposo iremos juntos,já vi que é possível agendar o CASV e a entrevista juntos, mesmo assim me surgiram algumas dúvidas:

    1 – Corre o risco de marcarmos a entrevista para o mesmo dia e horário e não pegarmos os mesmo guichê? Tem algum lugar que mencionamos que queremos fazer a entrevista juntos?
    2 – No CASV o agendamento é junto com a entrevista? O que fazemos lá? Podemos agendar nós dois juntos?
    3 – Eu sou registrada e tenho renda fixa, meu marido é empresário, e vai apresentar decore e IR, vamos custear a viagem juntos, como fazemos com todas nossas despesas, é correto informar isso para o entrevistador? Ou devemos falar que cada uma vai custear sua parte?
    3- temos interesse em ir para Orlando, Miami e Los Angeles, preciso dizer que tenho interesse nesses lugares? ou apenas Orlando, onde permaneceremos mais?

    Obrigada mais uma vez..

    • Camila Guerra disse:

      Kelly,
      1) É só avisar a um dos fiscais que ficam organizando a fila que eles colocam vocês juntos.
      2) Você agenda o Casv para um dia e a entrevista para outro. São coisas separadas. No CASV você só leva documentos. Aqui nesse post eu explico: http://www.viagenseandancas.com.br/2013/01/como-tirar-visto-para-os-estados-unidos/
      3) Se cada um vai pagar o seu, delcare assim. No DS-160 não tem como dividir despesas. Ou você declara que vai pagar sozinha ou que alguém vai pagar para você.
      4) Não faz diferença, desde que sua condição financeira permita essas viagens. Mas não se esqueça de que o agente pode perguntar o que você vai fazer em cada local. Se não souber dizer onde vai e por qual motivo, é provável que te negue o visto.
      []’s

  4. Maiara disse:

    Camila, bom dia!
    Em outubro, eu entrei com a solicitação de visto e o tive negado. Meu namorado é americano, morou aqui por 7 meses, dos quais moramos juntos por 6. Temos o contrato de aluguel e tudo mais. Eu estou no último ano da faculdade e trabalho na mesma empresa por quase um ano. Quando solicitei o visto, meu namorado foi o sponsor. Acredito eu que meu visto tenha sido negado pois ele não estava morando nos EUA e estava no Brasil como turista, portanto, ele “não teria meios de me patrocinar” já que não trabalha.
    O problema é que agora vou tentar de novo. Estou com medo de colocar que ele estará me patrocinando, mesmo que agora ele tenha um emprego formal lá e tudo mais. Devo continuar alegando que minha intenção é visitar ele ou como férias? Estou no último ano de faculdade e mesmo se eu pudesse, não ficaria lá até terminar minha faculdade. Será que isso pode aumentar meu vínculo? Outra dúvida é: não tenho casa e nem carros em meu nome, isso pode me prejudicar?

    Obrigada desde já.

  5. Daliana disse:

    oi!! eu e meu namorado pretendemos ir pros EUA em setembro, outubro por aí… uma prima minha vai estar morando em Boston, fazendo pós doutorado, e queremos ir para lá passar uma semana, já vi em alguns comentários que é as vezes não faz diferença e as vezes é ruim falar que tem parentes lá… o que vc acha?

  6. Luara disse:

    Olá Camila, Minha prima vai fazer 15 anos e pretende ir para a Disney, só que ela não quer ir sozinha e os pais dela não podem ir. Então decidi que farei companhia a ela na viagem. Em 2007 tive meu visto negado por não ter ligação com o país, mas eles nem carimbaram meu antigo passaporte como visto negado, ele esta todo em branco. Agora sou registrada, vou me matricular em um curso e meu pai pretende passar um imóvel para o meu nome. Tudo isso para ajudar na hora de pedir o visto. Como a minha prima é de menor, eu posso ser a responsável por ela e será que podemos tirarmos o visto juntas? Ou eles só aceitam a presença dos pais?
    Obrigada pelas dicas e pela atenção!

  7. Ly Silva disse:

    Olá Camila!
    Queria parabenizá-la pelo excelente site.
    Eu trabalho a 1 ano e 2 meses, não declarei o IR no ano de 2014 porque era isenta e somente vou declarar imposto de renda este ano de 2015. Meu salário é de R$4.600,00, tenho 01 carro em meu nome, já viajei para vários países na Europa e estou pretendendo viajar para Miami e Orlando com a minha filha de 12 anos.
    Estou marcando a entrevista para o final de fevereiro/início de março. Você acredita que o fato de ainda não ter declarado o IR pode me prejudicar?

  8. Vinícius disse:

    pretendo ir tentar meu visto para passeio, sou estudante de direito no 6º período, so tenho carro da familia no meu nome, meus pais com renda e aposentados, alguma dica para mim? sera que eu consigo?

  9. Natalia Oliveira disse:

    Olá Camila! Tenho entrevista agendada para dia 22/01, e coloquei que a intenção de viagem é agosto de 2015.
    Movimento em media 4.000,00, mas não tenho o valor da viagem em conta, visto que eu vou começar a juntar o valor a partir de agora para em Agosto já estar com o valor que eu precisar. Você acha que não ter a grana na conta pode atrapalhar?

    • Camila Guerra disse:

      Depende, Natalia!
      O saldo é só mais um dos vários itens que o agente consular vai avaliar, SE pedir para ver seu extrato.
      []’s

      • Natalia Oliveira disse:

        Obrigada Camila, estou aqui na torcida e muito agoniada pra que chegue logo e ser aprovada se Deus quiser.

        Abraços

      • Natalia Oliveira disse:

        Olá Camila, nada mais justo do que eu deixar registrada minha experiência né?! Afinal li tantos casos e me ajudaram muito!

        Estive no consulado dia 22/01, minha entrevista era as 14:30, cheguei 13:30 e já fui atendida para ir à primeira fila, e eles indicaram a cor da fila que eu tinha que seguir, cada fila tem o nome de uma cor (acredito que a cor é pelo horário, pra não prejudicar quem chega na hora certinha e não uma hora antes como meu caso). Eles olharam o passaporte e o agendamento, e então fui encaminhada para fila de segurança, onde pedem pra tirar relógios e cintos (celulares e eletrônicos já são barrados na primeira porta). Depois da segurança segui para outro espaço, onde checam novamente seu passaporte e agendamento e te encaminham pra um fila gigante que se forma em frente aos guichês de entrevista, é uma única fila, e então lá na frente eles te encaminham pra qual guichê a pessoa deve ir.
        Nessa fila enorme já é possível ver os agentes consulares entrevistando, e as pessoas que estão la… Aí é que começa a tensão. Ver pessoas saindo com passaporte na mão (sinal de visto negado), você já fica imaginando com qual agente você vai falar, pessoas na fila apreensivas, pessoas sendo entrevistadas tirando vários documentos pra mostrar… Sinceramente eu fiquei BEM tensa por dentro, mas claro, sempre tentando demonstrar que eu fazia aquilo todo mês rs.

        Chegando na fila, fui direcionada para o guichê onde havia 2 pessoas na minha frente, o agente consular não tinha nada de carinha simpática (como notei em outros, ele era sério e não vi nenhum sorrisinho), o rapaz da minha frente demorou horrores na entrevista, o agente fez diversas perguntas, algumas repetidas e por fim… Visto negado à ele.
        Claro, quase desmaiei na minha vez, afinal eu mesma vi esse agente negando vários vistos durante a fila.
        Mas vamos lá à entrevista:

        C: Vai pra onde?
        E: Orlando, precisamente Disney
        C: Coloca a mão esquerda no leitor.
        (ok)
        C: Você trabalha com o que?
        E: Expliquei o que eu fazia
        C: Quanto você ganha?
        E: Ganho X
        C: Vai sozinha?
        E: Sim
        C: Mora sozinha?
        E: Moro com meus pais
        C: O que eles fazem:
        E: Meu pai trabalha com X e minha mãe trabalha com X
        C: O que vc faz mesmo?
        E: Expliquei novamente o que eu fazia.
        (Enquanto isso ele digita, fica calado, olha pra tela e eu já quase passando mal, porque ele fazia umas caretas nada agradáveis)
        C: Vai pra Nova York?
        E: Não, para Orlando.
        C: Ah! É verdade, Orlando.
        C: Já viajou pra outros países?
        E: Não

        (Ele digitou mais um tempo, e eu morrendo lentamente kkk)

        Então ele pegou o papel branco e disse: 10 dias, obrigado!
        Peguei o papel e pronto!
        Alivio, felicidade, vontade de chorar, vem tudo junto!
        Graças a Deus, deu tudo certo!

        Obs: Desculpa pelo post longo.

  10. elizabete disse:

    bom dia, vou tentar o visto para mim e minha filha mas tenho uma duvida , eu tenho uma união instável, mas nada de papel que comprove isto, ( e moramos em cidade diferente e também temos uma filha de seis anos) e ele têm nacionalidade americana e eu já tive três vezes o visto negado em 2006, agora gostaria de tentar novamente para levamos ela para a disney , só que não sei como coloco no ds160 , solteira ou casada ,mas dai ira aparecer no registro dela o nome do pai , nos ja ligamos no consulado mas não conseguimos nenhuma informação …fico no aguardo de uma resposta

    • Camila Guerra disse:

      Elizabete, sua situação é realmente complicada pois não tem documentação comprovando que vivem juntos. Nem mesmo comprovante de residência…
      Se declarar que é casada com um americano, certamente o agente vai pedir comprovação, entendendo que você pode imigrar para lá com ele.
      Nesse caso, acho arriscado declarar-se casada.
      []’s

      • neide disse:

        ola camila sou casada com um espanhou nos vivemos no brasil e temos uma impresa de seguranca pratrimoniali, eu estou pretendendo viaja com meu filho ele tem passaporte espanhou qual seria minha posibilidade de tira meu visto americano

  11. Anselmo disse:

    Olá Camila!
    Muito bom o seu blog! Tirei um monte de dúvidas e li todos os comentários, mas vamos ver se você (ou outro leitor) consegue me ajudar. Eu, minha esposa e meu filho já estamos com o agendamento da entrevista para o dia 26/01. Eu mesmo preenchi nossos formulários, pagamentos e agendamentos no dia 03/01. O problema é que no dia 12/01 minha esposa foi demitida do trabalho. E agora? Devo mudar no formulário essa informação? Fico com medo de que, mesmo com minha renda e comprovantes de que temos dinheiro para viajar, o fator desemprego no formulário pese. Ou será melhor deixar do jeito que tá e se lá perguntarem onde ela trabalha responder que nesse período entre agendamento e entrevista ela foi desligada do trabalho? Mesmo porque só vão dar baixa da carteira no final do mês, ou seja, depois da entrevista. Também sou a favor de sempre dizer a verdade!
    Obrigado!

  12. POLIANNA MARTINS DE SOUZA disse:

    Olá Camila,
    Estou planejando viajar em junho com o meu namorado e um casal de amigos. Trabalho em uma Companhia a 1 ano como efetiva (Cargo Comissionado) e 6 meses como estagiária. Meu salário é 2.460,00 bruto. Porém a empresa do meu pai está em meu nome como se eu fosse Empresária, e tenho duas casas no meu nome. Não possuo filhos nem automóvel. Sou formada em Administração. Meus vínculos no Brasil seriam minha família, a empresa e as casas no meu nome. Meu namorado já foi várias vezes aos Estados Unidos e eu já fui para o Chile e Argentina. A situação é: Junto a Renda da empresa ao meu salário ( O contador tem todas as declarações) ? Coloco meu pai como custeador da minha viagem? Ou só cito meu emprego normal? Eu não estando trabalhando efetivamente na empresa pois só está no meu nome, teria que provar algo?

  13. LARA disse:

    Ola, minha dúvida é, tenho uma filha de 3 anos de idade, e sou noiva ainda nao nos casamos, queremos ir passear na Disney, o fato de não sermos casados pode atrapalhar na hora da entrevista?

  14. Adriano disse:

    Camila
    Bom dia

    preenchi meu ds160, porem coloquei que trabalho na empresa dos meus pais com uma renda de 1600 ao mes, só mque não tenho holerite e vi que no preenchimento do ds tem a opção self employer, somente apos o preenchimento do mesmo, e já agendei minha visita para 8 e 9 de fevereiro de 2015.
    tem como eu mudar a opção no emprego no meu ds, ou é praticamente impossivel isso, e se eu preencher um ds novo terei que pagar outra taxa?
    desde já obrigado
    Adriano Costa

    • Camila Guerra disse:

      Adriano, se não mudaram isso na última mudança do sistema, tem como fazer a alteração até 48h antes da entrevista. É só entrar com seus dados no site onde preencehu o DS-160.
      Antes da mudança do sistema deles era necessário imprimir a última página com o novo número do DS-160 e entregá-lo junto com o passaporte na hora da entrevista. Atualmente não sei mais se é necessário.
      []’s

  15. Isabel disse:

    Olá Camila!
    Pretendo tirar o visto americano,mas tenho algumas duvidas. Sou estudante, já estou ha dois anos na faculdade e recentemente comecei estagio no serviço publico. Eu mesma custearei minha viagem, com o dinheiro de meu estagio e uma quantia que ganhei trabalhando nas ferias. Juntarei aproximadamente uns 4 mil reais até a época em que tentarei o visto (agosto). Minha duvida principal é: o pouco dinheiro que terei,somado ao fato de que não declaro imposto de renda é um grande fator impeditivo para conseguir o visto? Ou o que conta realmente são os vínculos que possuo com o Brasil? Meus únicos vínculos são a faculdade e o fato de que trabalho no serviço publico, uma vez que não possuo bens em meus nome. Vc acha que isto e um problema?

  16. Danilo disse:

    Camila, primeiramente parabéns pelo seu site, esclareceu muita coisa, mas nem todas situações são iguais, sempre há alguma particularidade.

    Me desculpe se você já respondeu algo parecido, mas a minha situação é a seguinte:

    Tenho 25 anos, pretendo viajar para disney com minha namorada e passar 10 dias, declarei no ds160 que iria com ela e eu vou ser o pagante da minha viagem e da dela. Atualmente recebo 2600 e tenho uma poupança de 30 mil, ela trabalha e faz faculdade, mas no formulário ds160 dela não pediu informações da faculdade, apenas da “atividade principal” que é o trabalho que recebe por volta de 900. Minha entrevista será no dia 16 e a dela no dia 20, ou seja, faremos a entrevista separados por ela ainda estar esperando a emissão do certificado de matrícula da faculdade dela para levar caso seja pedido ou perguntado algo. Com a experiência e situações que você viu por aqui, o que você acha da minha situação?

    Obrigado!

  17. Elionete A Oliveira disse:

    boa tarde!!!
    Pretendo ir para disney eu meu esposo e minha filha de 12 anos em junho.
    Então gostaria de saber se eu disser que estou afastada pelo inss será que facilitaria os nossos vistos. Poderia dizer que tenho uma irmã que mora aqu no Brasili que no caso eu é que cuido dela pois ela tem cancer ja faz 5 anos .
    e também tenho uma filha que mora comigo que tem 21 anos e esta fazendo faculdade aqui e não i´ra desta vez,
    isso seria bom eu dizer ?
    obrigada !!!

    • Camila Guerra disse:

      Elionete, não acho que facilita não.
      Quanto a irmã e filha, muitas vezes agente planeja dizer várias coisas mas simplesmente não tem chance. As entrevistas são muito objetivas e rápidas. Se o agente consular te fizer perguntas que te permitam responder incluindo esses dados, faça isso. \caso contrário, não conte com explicações mirabolantes.
      []’s

  18. Bruno disse:

    Olá, obrigado pelas informações!

    Estou planejando viajar para EUA no final desde ano, sou estudante (19 anos). Tenho uma duvida: Vou começar a trabalhar e começar uma faculdade no próximo mês. De inicio vou receber apenas um salario minimo, isso impedirá meu visto? Tenho uma conta com 2 mil reais (pra viagem) é bom mostrar isso? Se sim, qual momento ideal pra mostrar minha conta?
    Viajarei com uma amiga, é bom colocar isso no formulário?
    Já procurei em vários sites dicas para jovens estudantes, infelizmente nao encontrei :/

    • Camila Guerra disse:

      Bruno, a pouca grana certamente é um fator limitador, mas não necessáriamente impeditivo. Outro fator que pode dificultar o processo é o pouco tempo no trabalho e também na faculdade. São vínculos ainda muito fracos que podem ser quebrados facilmente a qualquer momento.
      Leve os comprovantes sobre a grana que está guardando para a viagem e se houver campo no formulário, declare-a. Quanto mais dinheiro tiver guardado, melhor.
      Sobre declarar companhia, é uma faca de dois gumes. Tanto pode ajudar quanto atrapalhar, tudo depende da situação da sua amiga e do julgamento que o agente fará do seu caso.
      []’s

  19. thiago disse:

    ola tenho uma entrevista dia 22 em sao paulo e ganhei uma viagem da empresa as perguntas sera as mesmas? pois a empresa esta pagando a viagem.e a empresa fez a carta custeio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top