Pin It
Home » Dicas » Treze dicas para você fazer uma boa entrevista para o visto americano


Como tirar visto americano

Como tirar visto americano

O visto americano costuma tirar o sono de muitos de nossos leitores. Muita gente nos escreve em comentários, por e-mail ou pelas nossas redes sociais com dúvidas infindáveis sobre as mais diversas particularidades referentes ao visto americano.

Temos um artigo onde descrevemos passo a passo como tirar ou renovar o visto americano e outro artigo com 26 perguntas e respostas sobre o visto americano. Se ainda não leu, leia antes de perguntar. Leia inclusive os comentários pois suas perguntas provavelmente já foram respondidas antes.

Para ajudar um pouco os mais ansiosos, fizemos uma lista com algumas dicas para não “escorregar” na hora da entrevista:

1) A primeira dica e a mais importante é a que eu sempre repito: não minta! A mentira tem perna curta e não anda sozinha. Quando mentimos, nosso corpo indica isso de alguma forma e se você se enrolar com a história falsa e o agente consular perceber, pode dar adeus ao visto!

2) Seja pertinente! Confirme o que você declarou no DS-160 e leve documentação para comprovar que falou a verdade. Se no formulário declarou uma coisa, não dê uma resposta diferente na hora de entrevista.

3) Vá vestido normalmente. Não precisa se emperequetar todo e nem ir vestido feito um mulambo. Seja você agindo naturalmente e se vestindo como você mesmo. Estar bem vestido, de maneira discreta e condizente com sua personalidade, é a melhor solução. E manere no perfume!

4) Não conte historinhas, não faça pidinhas inoportunas tentando arrancar sorrisos do agente. Um bom dia e um sorriso sincero são mais eficientes para quebrar o gelo do que qualquer comentário idiota. Lembre-se que o que vai te render o visto é a sua situação no Brasil e não o seu ótimo senso de humor. Se o agente brincar com você, seja simpático, mas não pense que virou o melhor amigo dele só porque ele sorriu para você. Educação e limite são importantíssimos.

5) Seja conciso, verdadeiro e simples nas respostas. Não elabore demais. O agente consular não tem tempo e nem paciência para ouvir a história da sua vida. Ele faz perguntas diretas e espera respostas diretas.

6) Controle seu nervosismo. É, eu sei que esse é um conselho meio esquisito mas se você for para a entrevista tremendo, transpirando e roendo as unhas vai passar insegurança para o agente. Controle- se. Se você não está mentindo, não tem o que temer.

7) Esqueça a possibilidade de ter o visto negado. Vá para a entrevista confiante, seguro de si. Pensar no que pode acontecer de errado só vai contribuir para o nervosismo. Quando estiver prestes a fazer a entrevista, não adianta mais se lamentar por ter ou não informado algo ou por não ter levado um documento. Pense que fez tudo o que devia e que só lhe resta responder as perguntas com o máximo de segurança que conseguir.

8) Entre perguntas mais comuns, estão:
– Qual a sua idade
– Qual a sua profissão
– Quanto tempo pretende ficar lá
– Para onde pretende ir
– Com quem você mora
– Se já visitou os EUA antes
– Se tem parentes nos EUA
Geralmente o agente faz as perguntas dependendo do que o candidato declarou no DS-160. Isso quer dizer que perguntas como “quem está pagando a viagem” e “o que os seus pais fazem”, também são comuns em alguns casos. Sim, tem tudo isso no DS-160 mas o que o agente quer ver é se o candidato entrará em contradição. Portanto, saiba o que você declarou e responda adequadamente. Qualquer contradição pode lhe render uma negativa.


9) Leve TODA a documentação que puder para comprovar renda, vínculos e patrocínio de terceiros, se for o caso. E, se possível, assim que chegar no guichê, coloque a pastinha de documentos em um local onde o agente consiga vê-la. Na grande maioria dos casos, o candidado sequer tem a oportunidade de mostrar qualquer papel, mas tê-los em mãos tem duas vantagens: você se sentirá mais seguro sabendo que pode mostrar qualquer documento que o agente solicitar para comprovar algo que declarou; e o fato do agente ver que você levou documentação, é uma indicação de que você pode comprovar o que declarou.

10) Dentre as causas mais comuns do visto negado:
– Nervosismo na entrevista
– Não ter vínculos suficientes com o Brasil
– Falta de documentos que provem o que declarou
– Informações conflitantes (formulário x entrevista)
– DS-160 mal preenchido com informações confusas.

11) Mostre somente o documento que o agente solicitar. Se ele pedir IR, não entregue a pasta inteira. Abra a pasta calmamente, ache o IR e entregue-o ao agente. Se ele começar a fazer muitas perguntas e você notar que ele ficou indeciso sobre alguma resposta sua para uma pergunta importante, você pode oferecer gentilmente de mostrar o documento perguntando algo como “Eu trouxe comprovação, o (a) senhor (a) gostaria de ver?”. Mas não fique oferecendo documentação toda hora para não parecer desesperado.

12) Se já teve um visto negado recentemente, espere que algo mude em sua condição de vida que justifique uma nova tentativa. Se tentar novamente sem ter nada a mudar/acrescentar, seu risco de levar outro não é muito grande. Ir para a entrevista nessa condição lhe deixará inseguro e nervoso.

13) Enquanto estiver no guichê sendo entrevistado, evite olhar para os lados ou ficar prestando atenção na entrevista alheia. Sua atenção deve estar toda voltada para o agente consular para fornecer com rapidez e segurança as informações que ele solicitar.

Resumindo seja conciso, verdadeiro, direto, seguro. Seja você! E boa sorte! ;)

Dúvidas sobre o visto? Nos comentários abaixo você encontra várias dúvidas já respondidas. Ajude a blogueira aqui e antes de postar a sua dúvida, veja abaixo se ela já foi respondida. Os comentários trazem também informações importantes e dicas relevantes sobre o processo e tudo o que envolve o visto americano. E leia também nosso artigo “Passo a passo para tirar visto americano” e “Visto Americano – 26 perguntas e respostas” Não deixe de ler, ambos têm muitas perguntas e respostas. ;)

Outra fonte de informações é o próprio site para marcação das entrevistas. Veja a FAQ deles.

Quem não quiser passar pelo processo do visto americano, uma alternativa é a dupla cidadania européia. Com ela, você só precisará emitir o ESTA para viajar, que é muito mais barato e rápido. Para quem tem antepassados portugueses, recomendamos a leitura desse livrinho com o relato do autor sobre o processo de obtenção da cidadania portuguesa: “Como consegui minha nacionalidade portuguesa por atribuição“.

Gostaria de deixar claro que as respostas são minha opinião pessoal baseada em minha própria experiência. Minhas respostas não podem ser consideradas verdades absolutas. Pesquise mais, leia outras experiências e tire suas próprias conclusões. Nem eu e nem este blog temos qualquer ligação ou contato com a embaixada ou com qualquer consulado americano. Tempouco trabalhamos com vistos.

DEVIDO A QUANTIDADE ENORME DE PERGUNTAS REPETIDAS E A MINHA FALTA DE TEMPO, NÃO ESTOU MAIS RESPONDENDO AOS COMENTÁRIOS NOS POSTS RELACIONADOS AO VISTO AMERICANO.

Precisa reservar hotel nos Estados Unidos? Reserve online pelo Booking:

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



809 Responses to Treze dicas para você fazer uma boa entrevista para o visto americano

  1. Camilla disse:

    Olá,
    Pretendo viajar com uma amiga e não temos o visto. Tem alguma chance de fazermos a entrevista juntas? Vejo gente que acaba sendo entrevistado com namorado(a). Na hora de organizarem a fila, falar que vamos viajar juntas ajuda a deixarem entrevistarem as duas?

  2. Tabata disse:

    Boa tarde,

    No meu caso, eu estou afastada pelo inss devido a um tratamento de cancer e meu marido tem renda de 3000,00 na carteira. Como que eu faço pro meu visto na ser nagado. Nós dois temos planos de ir viajar para Orlando.

  3. Jaime disse:

    Gostaria de tirar algumas dúvidas…

    No campo onde vou ficar nos EUA, coloco apenas “hotel em nova york” ou preciso especificar o endereço de algum hotel que pretendo ficar lá?

    Tenho casa e carro. No consulado eles pedem documentação comprobatoria disto?

    Minha esposa realiza um trabalho voluntario religioso e é dona de casa, qual melhor opção pra colocar?

    Ela não estuda mais. É formada em técnica em quimica, e hoje estuda apenas pra concurso. É valido citar isso na entrevista caso ele pergunte?

    No campo renda, coloco renda bruta ou líquida?

    Estou matriculado na faculdade, mas por conta de transferencia de trabalho, não estou indo a aula… informo isto na entrevista, bem como no DS?

    Desculpa tantas perguntas rsrsrs. Aguardo retorno.

  4. Angelo disse:

    Boa Tarde, tive meu visto aprovado nessa segunda feira e resolvi compartilhar um pouco como foi a experiência para ajudar.
    Sou de SC e agendei minha entrevista no consulado de SP o CASV que escolhi foi de Alto de Pinheiros.
    Tenho 25 anos e fui em busca do visto junto com mnha namorada e aproveitamos para levar minha mãe e tirar o visto dela junto. Essa ultima semana foi somente pensando no visto, não parava de pensar nisso, imaginei várias perguntas que poderiam fazer e o que eu poderia respoder, pois bem, foi muito mais tranquilo que imaginei.

    No CASV:
    Nosso agendamento era para as 16:00 chegamos lá e já havia um grande números de pessoas do lado de fora, e uma fila começando a se formar na porta, perguntei para a moça que está identificada, e ela informou que chamaria pelo horário, esperamos fora da fila enquanto pessoas ia entrando nela sem nem mesmo saber como funcionava, notamos que a desorganização era pelo próprio público, haviam pessoas das 16:30 da fila desde as 15:30 (desnecessário) quando ela avisou que poderiam entrar os agendamentos das 16:00 entramos, e lá dentro, pegamos uma fila organizada para mostrar passaporte e DS-160 após vamos para outra fila, bater foto e tirar as digitais, mesmo a foto funcinando ele pedem para que leve fotos 5×7 no dia da entrevista, para o caso de o sistema não estivar funcionando. Em menos de 40 minutos, conseguimos sair de lá.

    No Consulado:
    Esse sim o mais temido, ficamos num hotel a aproximadamente 1km do consulado, tomamos café e fomos caminhando para la calmamente, nosso horário era das 11:10 chegando na rua um rapaz identificado pelo crachá já avisava que poderiamos entrar na fila, pois eles estavam antecipando os horários, chegamos por volta de 1:30h antes. Entramos e esperamos nossa vez, passado algum tempo de espera nos autorizaram a entrada para ir para revista, o movimento era tranquilo e organizado. Chegando lá pediram para todos tirarem jaquetas, relógios, cintos e todos os pertences numa bandeija, após, entravamos de 5 em 5 para passar pelo detector de metais.
    Saindo dali fomos para a área da entrevista, o movimento estava tranquilo e logo nos indicaram para ir para o guiche e aguardar, quando chegamos no lugar indicado uma entrevista já estava sendo finalizada, havia um casal na frente, foram atendidos e tiveram o visto aprovado antes de nós, vi que não tinha muito segredo mas mesmo assim a ansiedade batia.
    Fomos chamados, a atendente era uma moça jovem. Comprimentou e logo perguntou nossa relação, explicamos que estavamos eu minha namorada e minha mãe, ela perguntou para onde iriamos, explicamos que queremos ir para Miami e Orlando, após ela perguntou a profissão de cada um e se éramos formados, cada um respondeu, e ela fez perguntas sobre o trabalho da minha namorada sendo respondida prontamente. Alguns segundos de digitação e questionou quem custearia a viagem, informamos que cada uma pagaria a sua, ela balançou a cabeça e digitou mais um pouco, segundos que pareciam minutos até que veio a esperada frase, “seu visto foi aprovado, boa Viagem”, não solicitaram nenhum dos vários documentos que levamos mas eles nos deram mais segurança para se preciso provarmos que falamos a verdade. Saimos contentes mas antes fomos nos informar sobre o despacho do passaporte e avisaram que o mesmo já está incluso na taxa. Saimos de lá por volta de 11 horas, antes do horário combinado.

    Agradeço a página que ajudou a tirar algumas dúvidas, mas só passando para ver que não é um bicho de 7 cabeças.

    Boa Sorte a todos.

    • Camila Guerra disse:

      Obrigada pelo depoimento, Angelo!
      Tenho certeza que seus comentários vão ajudar muita gente.
      []’s

      • Lidiane disse:

        Olá, Camila! Tenho 26 anos e pretendo tirar o visto em janeiro de 2017. Porém faz pouco tempo que estou trabalhando registrada e o salário bruto é de R$1.200, mas faço um trabalhos por fora também. Gostaria de saber se há chance de o visto ser aprovado nessa condição, pelo fator tempo e valor do salário. Aguardo seu retorno. Grata!

        • Lucas disse:

          Oi, sua situação é parecida com a minha. Tive meu visto negado, ganho na carteira 1700 e muito mais por fora. Declare imposto de renda, pois eles perguntam, declare com tudo que você ganha!

  5. Susan disse:

    Bom dia, eu estou afastada pelo inss, gostaria de saber se alguem pode me dizer se isso pode ser um motivo para o meu visto ser negado? pretendo tirar ate o final do ano.Obrigado

  6. Lucas disse:

    Tenho 28 anos e possuo casa e carro em meu nome, trabalho com minha família em uma micro empresa que temos, até tirar meu visto vou ter 3 meses de carteira assinada, ganho na faixa de R$ 1.700,00, mas possuo movimentação bancária bem acima desse valor, pois faço sites nas horas vagas como freelancer e recebo por fora. Minha perguntas são:

    1- Essa diferença do salário e do extrato da conta corrente daria problema para conseguir o visto?
    2 – O pouco tempo de carteira assinada também seria um empedimento?
    3 – Comprovo no DS160 os R$ 1.700,00 ou tudo que recebo?

  7. Fabio disse:

    Vai fazer entrevista em São Paulo? Uma dica de hospedagem boa e barata perto do Consulado Americano (na Chácara Santo Antonio) em São Paulo, é o Airbnb que fica bem perto: https://www.airbnb.com/rooms/1757935
    Reservem o quanto antes pois é bem disputado.
    https://www.facebook.com/hospedagempertodoconsuladoamericano

  8. dayane disse:

    olá eu e meu esposo estamos querendo tirar oi visto pros EUA temos um comercio e somos microemprendedor individual trabalhamos juntos no comercio. queremos ir juntos com meus pais p a disney mas ninguém tem o visto queremos tentar ntds juntos.meu pai é fazendeiro. oq devemos dizer na hora da entrevista?

  9. Fernanda disse:

    Olá,
    Tive meu visto negado semana passada. Acho que um dos erros foi colocar meu marido, que ganha 1 salário mínimo na carteira mais gorjeta por fora, como pagante da viagem em que eu e minha filha se Deus quiser faremos. Eu tenho dois empregos públicos (Estadual e Municipal) e também ajudarei a pagar o pacote. Como o pacote está no nome dele, resolvi colocar o nome dele no formulário DS160. Será que se eu mudar pro meu nome, terei mais chances de conseguir? Eu declaro imposto de renda porém, estou com medo de em tão pouco tempo mudar o pagante e ser um impecílo. Vou tentar novamente em um período de duas semanas da negativa. Vou colocar o salário bruto. O que acham?

  10. Letticia disse:

    Olá Camila

    Estou com uma enorme dúvida, pois termino minha faculdade esse ano e pretendo viajar com meu esposo próximo ano para Orlando, ele é analista de sistemas e ganha 2.800, eu não tenho trabalho registrado, faço trabalhos temporários mas não ganho mais que um salário e não tenho como comprovar. Ele trabalha há 3 anos nesse empresa, ele irá custear a viagem que durará uma semana. Porém iremos juntar mais dinheiro até lá. Viajem programada para 2017. A renda dele pode prejudicar? O fato de eu concluir esse ano pode atrapalhar? Se eu me matricular em uma pós graduação irá ajudar ?

    • Flávia disse:

      Oi Fernanda. Também tive o visto negado semana passada por uma loira no Rio de Janeiro. Somos 4. Perdemos muito dinheiro. Sou professora da prefeitura 40h. Meu marido é autônomo, coloquei como se eu fosse a pagante e mesmo assim foi reprovado.

  11. Sandra disse:

    Camila bom dia,o que preciso levar para tirar o visto da minha filha que tem 13 anos e só estuda

  12. Alex Dias disse:

    Boa tarde, Camila.
    Quero tentar o visto americano, sou casado mais minha esposa não vai tentar? eu trabalho, tenho casa própria carro e declaro IR, no DS 160 falo que sou casado, pode me dar uma dica? pois se eles perguntar porque minha esposa não vai?
    agradeço por tudo?
    Mais não vi caso como esse no seu blog, alguém pode me ajudar?

  13. kleber disse:

    bom dia camila guerra.
    se tiver restrição no nome, serasa, spc, pode ter o visto negado, ou nao importa isso?

    • David disse:

      Não, isso não importam por que eles não checam orgãos reguladores de crédito. Mas se tiver ação de cobrança judicial você pode ser impedida sim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top