Pin It
Home » Viagens no Brasil » Viaje Na Poltrona – Livros: Espanha a Pé


Tem coisas na vida da gente que parecem querer nos dizer algo. Meu encontro com esse livro considerei um desses pequenos recados da vida.

Em novembro de 2013 publiquei aqui no blog uma entrevista com uma peregrina sobre o Caminho de Santiago de Compostela. Eu andava com o Caminho em mente e já havia lido várias coisas a respeito dele. Embora o caminho francês fosse o meu desejo (pela estrutura), percorrê-lo em épocas com muita gente não é e nem nunca vai ser uma alternativa para mim, se algum dia resolver realizar esse desejo. Bem, um amigo compartilhou a entrevista e, com isso, conheci o Marcelo Maroldi, autor do Espanha a Pé. Ele até nos cedeu um exemplar do livro que foi sorteado aqui no blog em dezembro de 2013.

Uma aventura caminhando pela Espanha

Uma aventura caminhando pela Espanha


Achei a proposta do livro super interessante e quem me conhece sabe que quando eu gosto de um livro, nada me faz largá-lo. Como o tempo é sempre muito curto, abri mão de outras coisas para poder ler mais, mais um dia das experiências do Marcelo pela Espanha.

Não, o livro não é sobre Santiago de Compostela, não tem nada a ver com Paulo Coelho e não fala exatamente sobre o Caminho de Santiago, embora o autor comente sobre o Caminho várias vezes. Mas na verdade, ele vai muito além disso. Confesso que achei o autor meio doido. Ele percorreu 1.353 km em 42 dias começando em Cádiz, no sul da Espanha até Murxia, no norte. Coisa de doido mesmo. Mais doido ainda foi que ele escolheu o inverno europeu para a aventura, época em que a muitos albergues e abrigos estão fechados e que tem muito menos peregrinos percorrendo qualquer caminho. Ele caminhou sozinho por praticamente todo o tempo iniciando antes da Via de la Plata e terminando depois. Encontrou pouquíssimos peregrinos pelo caminho. Passou Santiago, Finisterra e fechou o trajeto em Murxia. Não é doido? Só pode… :)

Trajeto percorrido pelo autor do livro Espanha a Pé

Trajeto percorrido pelo autor do livro Espanha a Pé

Mas a doideira dele é do tipo saudável, aquela que leva à busca interior. Daquele tipo de doideira que qualquer pessoa que gosta muito de andar, viajar e pensar, sonha em fazer.

No livro Marcelo conta seu dia a dia enfrentando dificuldades, perigos, vivendo alegrias e adaptando-se sempre à paisagem, ao que o seu caminho lhe trazia em cada etapa. A cada dia uma nova caminhada, com sol ou com chuva. A narrativa é muito bem construída, coisa que não é muito fácil em textos que trazem relatos de viagem. Mas o autor foge um pouco do relato puro e simples passando pela sua percepção e concluindo com o que cada experiência lhe trazia de ensinamento.

Mergulhado em seu próprio caminho, me agradou imensamente sua persistência invejável e sua capacidade de adaptar-se às adversidades que lhe apareciam e que eram, invariavelmente, como sempre tudo é, fruto de suas próprias escolhas.



Bonito, bem escrito, modesto e muito inspirador para quem busca um caminho na Espanha que não seja o francês ou os outros um pouco mais conhecidos. Para quem busca ou não o Santo Tiago, seja religioso ou não, ou para quem vai caminhar por outros caminhos, em outros países, Espanha a Pé é um livro que não pode faltar na biblioteca dos caminhantes.

O autor Marcelo Masson Maroldi e o início da primeira etapa do livro

O autor Marcelo Masson Maroldi e o início da primeira etapa do livro


Concluindo o livro o autor explica aquilo que eu vivo dizendo, algo em que eu realmente acredito:
“Sozinho, e no silêncio, é que se dá o encontro com o que se é, com o que se deseja tornar-se. Pouco importa se o destino escolhido são as ruínas sagradas de Machu Picchu, a beleza natural do Grand Canyon ou a riqueza histórica e religiosa de Santiago de Compostela. Os efeitos de um novo mundo sobre o caminhante, independem do ponto de chegada. Dependem, somente, da decisão de viver as experiências e emoções da aventura, pois a verdadeira viagem acontece dentro de cada viajante”.

O caminho é sempre o objetivo!

O caminho é sempre o objetivo!

Chorei com algumas de suas experiências, preocupei-me com sua dor no pé, torci para que achasse uma estadia com calefação e banho quente a cada dia e alegrei-me quando conseguia dormir. Engraçado, não é? Os relatos nos trazem essa sensação estranha de querer cuidar do “personagem”, que é real. Vivi com as experiências do autor alguns bons momentos de turismo, planejei alguns trajetos, me perdi em trilhas pouco óbvias e tive até medo de cachorro (coisa que não tenho). Enfim, andei pela Espanha, e andei por ela a pé, como e com o autor.

Livro recomendado, com prazer. Pena que só tem em papel, mas já deixei minha sugestão de lançamento em formato eletrônico.

Para comprar Espanha a Pé você precisa entrar diretamente em contato com o autor:
– Blog sobre o livro: http://espanhaape.blogspot.com.br/
– Fanpage: https://www.facebook.com/espanhaape

Boa leitura!

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top