Pin It
Home » Viagens fora do Brasil » De Puerto Varas a Puerto Octay, parando em Frutillar. Um lindo caminho às margens do Llanquihue, Chile


Quem gosta de tranquilidade e paisagens incríveis não pode deixar de fazer esse passeio. A estrada que liga Puerto Varas a Puerto Octay, passando por dentro das cidades, é das mais lindas que já percorri na vida. Por todo o caminho avistamos o imponente Vulcão Osorno, além do Vulcão Calbuco e do Pontiagudo.

É possível fazer o trajeto todo pela Ruta 5, uma auto-estrada muito boa, mas com muito menos atrativos.

A linha azul demarca o caminho que percorremos entre Puerto Varas e Puerto Octay

A linha azul demarca o caminho que percorremos entre Puerto Varas e Puerto Octay


Saímos cedo de Puerto Varas e seguimos em direção à cidade de Llanquihue, a aproximadamente 9km de distância. Pegamos um pedacinho da Ruta 5 e entramos em Llanquihue, pagando um pedágio de CLP 500 na entrada da cidade. A estradinha interna é asfaltada e muito bem conservada. Paramos logo na beira do lago para apreciar a calmaria e tirar as primeiras fotos do dia. Os vulcões estavam ainda um pouco cobertos por uma névoa.

Marcos fotografando o Llanquihue em nossa primeira parada do dia.

Marcos fotografando o Llanquihue em nossa primeira parada do dia.


Ficamos um pouco ali observando a paisagem e pegamos a estrada novamente.

Em todo o caminho há muitas fazendas de gado, com paisagens bucólicas e muito tranquilas.

Muitos campos com e sem gado entre muitas fazendas.

Muitos campos com e sem gado entre muitas fazendas.


Entre muitas casinhas charmosas e lindas e paisagens interioranas, paramos várias vezes para alguns cliques. Mas nossa parada mais demorada foi em Frutillar Bajo. Uma cidade lindinha, cheia de charme, também às margens do Llanquihue e de frente para o Osorno.

Em Frutillar fica o Teatro del Lago. Uma construção imponente e muito bonita onde acontecem muitos eventos relacionados a música, atraindo profissionais do mundo inteiro. Não é a toa que Frutillar é conhecida como “a cidade musical”. Lá tudo lembra e inspira música. Caminhamos pela orla, tiramos umas fotos, compramos umas lembrancinhas, comemos um kuchen (torta famosa de origem alemã e muito comum na região) e pegamos o caminho novamente. Frutillar é tão especial que dedicamos um post interinho a ela. Veja: Frutillar: a cidade musical do sul do Chile.

Vulcão Osorno visto da orla do Lago Llanquihue, em Frutillar

Vulcão Osorno visto da orla do Lago Llanquihue, em Frutillar


Seguimos animados para continuar nosso trajeto e logo passamos por uma pequena praia, já na estrada de terra.

A estrada interna até Frutillar é asfaltada. Depois ela tem um longo pedaço de terra, também muito bem conservado e com bastante cascalho.

Pedaço da estradinha saindo de Frutillar

Pedaço da estradinha saindo de Frutillar


Paramos em uma pequena praia do lago para umas fotos dos vulcões.

Nosso carro parado em um dos muitos mirantes pela estrada.

Nosso carro parado em um dos muitos mirantes pela estrada.



Os vulcões são tão imponentes e complementam tão bem a paisagem que dá vontade de fotografá-los o tempo todo.

Vulcão Calbuco, lindão, visto da estrada.

Vulcão Calbuco, lindão, visto da estrada.


Seguimos adiante e encontramos um hotel que um amigo brasileiro-chileno nos havia recomendado. Mas como queríamos ficar no centro de Puerto Varas, acabamos deixando o Playa Maqui Lodge para uma outra visita à região. O hotel pertence à família desse nosso amigo e não podíamos deixar de conhecê-los. Chegamos sem avisar e fomos recebidos com muita atenção e carinho. O lugar é lindo. Um casarão antigo no estilo alemão, remodelado e pertinho do lago. Excelente para quem quer ficar num local tranquilo, bucólico, lindo e ser recebido por gente bacana. O hotel fica numa fazenda, numa região mais rural, perto de Frutillar. Para quem gosta de andar a cavalo, vai gostar do hotel. :)

Playa Maqui Lodge, um lugar lindo para descansar

Playa Maqui Lodge, um lugar lindo para descansar


Tomamos um suco com eles, conversamos um pouco, babei um cado no jacuzzi que fica no jardim, tirei algumas fotos do local e pegamos a estrada novamente.

Passamos por Los Bajos, uma pequena localidade bem perto de Frutillar. Cerca de 10 minutos depois de sair do Playa Maqui, passamos pela típica paisagem do sul do Chile e não teve como não parar. Dá só uma olhada nessa beleza.

A beleza desse caminho é de alto nível!

A beleza desse caminho é de alto nível!


Pensamos que não haveria beleza maior que aquela e, claro, nos surpreendemos. Esse caminho é realmente incrível. Três minutos depois de passar pela paisagem acima, chegamos a um mirante. Lindo, lindo lindo!

Mirante na estrada de terra, depois de Frutillar

Mirante na estrada de terra, depois de Frutillar


E as belezas do caminho são incríveis.

De novo ele, o Osorno, lindão!

De novo ele, o Osorno, lindão!


Continuamos na estrada de chão passando por paisagens fantásticas até chegar na estrada de asfalto, que pegamos para percorrer os últimos 9 km até nosso destino, Puerto Octay.

A paisagem muda assim que muda a estrada, mas nem por isso deixa de ter coisas interessantes para ver e fotografar. O Osorno? Ainda presente, marcando a paisagem. Muitos campos com ou sem gado e muitas outras fazendas formam essa parte do caminho.

Chegando a Puerto Octay, antes de pegar a descida para a cidade, nos saúda novamente o Osorno com toda a sua beleza.

Chegamos a Puerto Octay apressados pois tínhamos esperança de retornar ainda em tempo de subir o teleférico do Osorno, que não havíamos conseguido subir no dia anterior por conta do mau tempo.

Procuramos a beira no lago, fizemos mais algumas fotos do vulcão e tiramos umas fotos da cidade.

Agora em Puerto Octay

Agora em Puerto Octay


A cidade é pequena e simples e não me pareceu das mais interessantes. Com pouco tempo para explorá-la, pegamos novamente a estrada e retornamos para Puerto Varas, dessa vez pela Ruta 5. Na entrada de Puerto Varas, mais um pedágio de CLP 500.

Loja de queijos em Puerto Octay. O sujeito do carro fez uma compra robusta lá. :)

Loja de queijos em Puerto Octay. O sujeito do carro (à esquerda da foto) fez uma compra robusta lá. :)


Esse passeio foi, sem dúvida, um dos pontos altos da nossa viagem. Coloque-o no seu roteiro, pois vale a pena!

Quem quiser conhecer o trajeto descrito acima, pode apreciar a beleza do local pelo Google Street View.

Gostou do artigo? Dê um curtir e compartilhe com seus amigos.


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



Sugestão de leitura:

6 Responses to De Puerto Varas a Puerto Octay, parando em Frutillar. Um lindo caminho às margens do Llanquihue, Chile

  1. Cris disse:

    Ola Camila,
    Adorei o roteiro que fez ao redor do lago… tem ideia qual foi a km e o tempo que gastou… conseguiu subir ao Osorno neste dia?
    obrigada,
    Cris.

    • Camila Guerra disse:

      Oi, Cris!
      Infelizmente não marquei a quilometragem, mas eu diria que de Puerto Varas a Puerto Octay pela estrada interna (com trechos em terra), deve dar cerca de 65km. Pela RN 5 o trajeto deve ficar uns 10-15km mais curto e mais rápido também, mas perde bastante a graça.
      Sobre o tempo, acho que levamos cerca de 6 horas com bastante calma, parando toda hora pra fotos. Fomos pela estrada interna e retornamos pela RN 5. Teria dado tempo de subir o Osorno sim, mas poderíamos ficar pouco pelo adiantado da hora, mas desistimos pois ele estava todo encoberto.
      []’s

  2. Boia Paulista disse:

    Oi, Camila. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Boia – Natalie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top