Pin It
Home » Petrópolis RJ » Catedral de São Pedro de Alcântara. Mausoléu Imperial em Petrópolis


Ah, catedral é sempre tudo igual, não é? Depende. As construções costumam ser parecidas, umas maiores, outras menores. Mas certamente cada construção, independente de ser religiosa ou não, guarda um pedaço da história do local que visitamos. Catedrais, templos, locais sagrados… cada um com suas particularidades, sua crença e sua beleza são sim parte das cidades que visitamos e da vida dos moradores.

A Catedral de São Pedro de Alcântara em Petrópolis não é diferente. Quem vem a Petrópolis e gosta de história vai gostar de visitá-la. Quem gosta de beleza arquietônica, também. E quem gosta de boas fotos…. enfim, vale a visita.

Infelizmente não se pode mais subir na torre da Catedral. Há um tempo atrás a torre era aberta à visitação devido a um acordo (político) assinado entre o governo de Petrópolis e mais algum outro governo que já não me lembro qual. Um funcionário nos disse que, terminado o acordo, fecharam o acesso à torre. Ô política! Uma pena, já que lá de cima se tem uma boa vista da cidade.

Interior da Catedral de São Pedro de Alcântara, Petrópolis

Interior da Catedral de São Pedro de Alcântara, Petrópolis


Uma aulinha de história do Brasil

A Catedral de São Pedro de Alcântara foi construida em homenagem ao Imperador D. Pedro II. Sua construção se iniciou em 1884, projeto do engenheiro e arquiteto baiano Francisco Caminhoá inspirado nas antigas catedrais do norte da França, mas só terminou em 1925. Bem, a catedral havia originalmente sido construída em frente ao Palácio Imperial. Mais tarde a matriz velha foi substituída pela nova cateral.

Catedral São Pedro de Alcântara, Petrópolis

Catedral São Pedro de Alcântara, Petrópolis

Em 1939 o então presidente Getúlio Vargas inaugurou o Mausoléu Imperial, trazendo o sarcófago de D. Pedro II e de D. Teresa Cristina e, posteriormente, a Princesa Isabel e seu marido, o Conde d’Eu. O mausoléu fica logo à direita de quem entra na catedral, em uma pequena capela onde estão enterrados também outros membros da família imperial. Na capela onde está o mausoléu, há vitrais coloridos trazendo alguns poemas escritos por D. Pedro II durante seu exílio.
No mausoléu estão enterrados:
– Dom Pedro II, imperador do Brasil (1825-1891)
– Teresa Cristina de Bourbon-Duas Sicílias, imperatriz do Brasil (1822-1889)
– Dona Isabel Cristina de Bragança e Bourbon, princesa imperial do Brasil e condessa d’Eu (1846-1921)
– Luís Gastão de Orléans, príncipe imperial consorte e conde d´Eu (1846-1922)
– Pedro de Alcântara de Orléans e Bragança, príncipe de Orléans e Bragança (1875-1940)
– Elisabeth Dobrzensky de Dobrzenicz, condessa de Dobrzensky (1875-1951)

São Pedro de Alcântara é não só o padroeiro da catedral de Petrópolis, mas também o protetor da monarquia e patrono do Império Brasileiro, conforme instuído por D. Pedro I. Peraí, não confunda Pedro de Alcântara com Pedro, o apóstolo, ok? São personagens diferentes.

Mausoléu Imperial da Catedral de São Pedro de Alcântara, Petrópolis

Mausoléu Imperial da Catedral de São Pedro de Alcântara, Petrópolis


Quando o major Júlio Frederico Koeler projetou a cidade de Petópolis, já havia reservado o local para a construção da Catedral, estrategicamente colocada em frente a Av. Koeler, a rua mais nobre da cidade àquela época. Atualmente a Av. Koeler ainda guarda sua beleza com suas casas antigas, o Palácio Rio Negro e a Casa da Princesa Isabel, que fica bem em frente à catedral.

Catedral de São Pedro de Alcântara, Petrópolis

Catedral de São Pedro de Alcântara, Petrópolis. Vista da Av. Koeler




Quem foi São Pedro de Alcântara?

Há um mito por aqui que diz que São Pedro de Alcântara nunca existiu, mas que foi inventado para homenagear D. Pedro I. Será?

Bem, diz a história católica que São Pedro de Alcântara foi um moço de família nobre de nome João de Sanábria, nascido em 1499 em Alcântara, no antigo Reino de Extremadura, que atualmente é a Província de Cáceres, na Espanha.

João de Sanábria estudou na Universidade de Salamanca e em 1515 abandonou tudo, juntando-se à ordem franciscana. Assim tornou-se Frei Pedro. Morreu em 1562 aos 63 anos de vida e aos 47 dedicados à religião católica em Ávila, onde estão suas relíquias. Foi canonizado em 1669 pelo Papa Clemente IX.

E daí? Bem, o Imperador Dom Pedro I, cujo nome de batismo era Pedro de Alcântara, por conta da devoção que a Família Real portuguesa tinha a São Pedro de Alcântara, proclamou-o “Padroeiro Principal do Brasil” em 1826. Pronto, agora a gente começa a entender melhor, né?

Interior da Catedral de São Pedro de Alcântara

Interior da Catedral de São Pedro de Alcântara


Como chegar

Fácil fácil. A catedral de São Pedro de Alcântara fica no centro da cidade de Petrópolis, perto dos principais pontos de visitação como Museu Imperial, Casa de Santos Dumont, Palácio Rio Negro, etc. Não tem erro. Parando o carro em qualquer lugar do centro da cidade, você chega lá a pé.

Há estacionamento no local, ao redor da catedral, mas é pago de segunda a sábado. A catedral está aberta todos os dias das 8h às 18h e a visita é gratuita. As missas são celebradas de segunda a sábado às 8h, na 1ª quinta-feira do mês às 15h e aos domingos às 9:30h, 11:30h e 18:30h.

Murais no interior da Catedral de São pedro de Alcântara, Petrópolis

Murais no interior da Catedral de São pedro de Alcântara, Petrópolis


Lembre-se de fazer silêncio durante sua visita, especialmente se houver pessoas em oração ou procurando lá um pouco de paz. Respeitar a fé alheia é um sinal de amadurecimento. ;)

Seja qual for a sua fé, deixe lá sua oração. E se não tiver fé alguma, passe lá alguns momentos de reflexão interior. Afinal, é pra isso que os templos religiosos existem, certo?

Dica para quem visita Petrópolis no fim de ano: o coral das Meninas Cantoras de Petrópolis costuma cantar na Catedral como parte das festividades natalinas da cidade. Já assistimos algumas vezes e realmente vale a pena. É lindo, chega a ser emocionante.

Para quem gosta de igrejas, bem pertinho da Catedral de São Pedro de Alcântara, já na Av. Ipiranga, está a Igreja Luterana de Petrópolis.

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



4 Responses to Catedral de São Pedro de Alcântara. Mausoléu Imperial em Petrópolis

  1. Jennyfer disse:

    Adorei o blog de vocês!!!!Gostaria de saber se já visitaram o Castelo De Itaipava?Aguardo novidades!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top