Pin It
Home » Dicas, Entrevistas » Dicas de Viagem da Agência YellowBlanc


Janice Firmo da YellowBlanc

Janice Firmo da YellowBlanc

Pensando nos viajantes iniciantes, o Viagens & Andanças entrevistou um agente de viagens, em busca de algumas dicas e informações importantes para tornar nossas experiências mais fáceis e mais interessantes.

Nossa entrevista é com Janice Firmo, proprietária da agência de viagens YellowBlanc há 14 anos. Janice trabalha com turismo em geral, atende também empresas e é uma apaixonada pela área. Dessa sua paixão surgiu a YellowBlanc, uma empresa petropolitana que preza o atendimento e o bem estar do cliente.

1) Que dicas de planejamento de viagem você pode passar para nossos leitores iniciantes?

É importante verificar todas as dicas sobre o local que a pessoa deseja conhecer e verificar se toda a documentação está em dia.
Em caso de iniciantes, tenho como hábito enchê-los de informações relevantes para que não percam os principais atrativos disponíveis no destino que ele escolheu.
Em nossa agência, por exemplo, quando um passageiro planeja e concretiza a compra da viagem, recebe um manual completo com informações desde a chegada ao embarque no aeroporto, até o retorno.

2) Na hora de escolher um destino, o quê procurar?

Uma informação de grande importância é sobre o clima que o passageiro procura. Definindo o clima, é mais fácil escolher o local de acordo com a época da viagem.
Informações sobre a situação política e social do local é também de extrema importância. Muitos casos são abafados e o turista é pego de surpresa.
Em maio de 2011 uma passageira de nossa agência me pediu um roteiro de México para ir com mais duas amigas. Ela queria fazer a cidade do México, Guadalajara e Cancún. Ao pesquisar sobre a situação atual dos destinos, descobri que Guadalajara estava havia meses sendo assombrada por casos de assassinatos em massa de turistas, que tinham suas cabeças decepadas. Nossas clientes desistiram do roteiro temporariamente, não querendo colocar suas vidas em risco. Então é muito importante colher todas as informações sobre os destinos que tem em mente na hora de escolher para onde ir.
Nos casos de surtos e grandes catástrofes é comum que todos fiquem sabendo, nos noticiários de TV e Internet.

3) Quais as preocupações e precauções que o viajante precisa ter em mente antes de embarcar?

A primeira preocupação é com relação à documentação de viagem, certificando-se de que esteja em dia. Mesmo em destinos nacionais e América do Sul, de um modo geral, está sendo exigida a carteira de identidade emitida, no máximo, há 10 anos.
O passaporte precisa ter validade de seis meses até o retorno ao Brasil.
Verificar sempre, antes de planejar a viagem, se é necessário visto e, em caso positivo, se estão válidos ou se sua documentação está ok para solicitar um). Os procedimentos para visto variam de país para país.
Novamente destaco a importância de saber o clima do destino na época escolhida. Por exemplo, época de chuva, frio extremo, calor extremo.
Levar roupas adequadas para enfrentar o clima.
No caso de medicamentos controlados, o viajante deve obrigatoriamente ter o receituário médico assinado e, em caso de viagens para o exterior, tais receituários devem estar em inglês.
Não levar na mala objetos cortantes e substâncias inflamáveis.

4) Chegando em seu destino, quais são as prioridades para começar bem o passeio?

– Levar sempre cópias plastificadas de seus documentos, deixando sempre os originais no cofre do hotel.
– Contratar um city tour para conhecer, no início da viagem, os principais pontos turísticos. Assim, fica mais fácil voltar aos lugares de maior interesse e apreciar com mais calma.
– Reclamar sempre que alguma coisa não estiver a contento. Principalmente quarto de hotel. É muito comum colocarem o passageiro em qualquer quarto e, se ele não reclama, fica por isso mesmo.
– Nunca esquecer de trancar o quarto
– Procurar informações na recepção do hotel e com funcionários, sobre os lugares mais tranquilos no que diz respeito à violência e aos locais sem risco de surpresas desagradáveis. Sempre há áreas mais e menos perigosas.

5) Quais os maiores erros que o viajante comete nas viagens internacionais?

Deparo algumas vezes com casos de turistas que programam uma viagem sem saber exatamente o que querem encontrar no destino.
Como nesses casos, muitas vezes eles preferem fazer o pacote por conta própria, sem assistência de um guia e acabam voltando frustrados das viagens ao constatarem que não visitaram lugares de grande interesse e importância. Na verdade, qualquer destino internacional que um iniciante programe, ele deve ter em mente que o melhor é ter um roteiro previamente traçado antes de viajar. Se, por exemplo, um passageiro quiser um roteiro para visitar diversos países, o ideal é que, não conhecendo os destinos, vá com aassistência de um operador local. Assim, conhecerá absolutamente tudo que couber no tempo reservado para a viagem e, numa próxima, já saberá como se conduzir e se situar. Já vi vários casos assim. Passageiros que vão à Paris, quando pergunto se visitaram o Mont Saint Michael, nem sabem o que é. Não sabem tampouco que temos em Paris a Eurodisney, que é fantástica! Geralmente, quando me procuram, já passo todas as dicas. Para cada cidade a visitar, tanto no Brasil quanto no exterior, o agente de turismo tem todas as informações organizadas sobre clima, moeda, o que levar, onde comer, o que visitar, o que evitar, etc…
Estamos sempre alertando nossos passageiros sobre a documentação de viagem. Muitas vezes afirmavam que estava tudo em dia e, ao chegarem no aeroporto para embarque, descobriam que o passaporte ou visto estava vencido e voltavam pra casa com prejuízos tanto na área financeira quanto emocional. O passageiro precisa colher todas as informações sobre a viagem. Se o agente não explicar, o passageiro deve insistir, perguntar. É para isso que estamos no mercado, para auxiliar as pessoas a viajar melhor.
Outra dica bacana é o “Guia de Michellin”, que facilita muito nas viagens. Quem não tiver, compre ou peça emprestado, vale a pena.

6) O seguro viagem é realmente necessário?

É de extrema importância que o turista, ao contratar uma viagem, adquira o seguro viagem. Além da cobertura para problemas de saúde, os seguros oferecem coberturas de bagagem, colisões com automóveis e outros vários benefícios que podem proporcionar uma viagem segura e tranquila. O custo do seguro é baixo e as despesas médicas no exterior são altíssimas! Então o custo x benefício é compensador. Em alguns países pagam-se fortunas apenas para engessar uma perna.

7) Em caso de dificuldades no exterior, a quem o viajante deve procurar?

O aconselhável para qualquer eventualidade é o turista/passageiro usar o seguro viagem previamente adquirido e que dá cobertura em todos os eventos. Além disso, em todas as capitais do mundo temos a Embaixada Brasileira pronta a dar assistência ao viajante. Viaje sempre com o endereço e telefone da Embaixada Brasileira à mão.

8) E a sazonalidade em certas regiões, interferem no passeio?

Não existe uma época mais fraca ou mais forte para nós. Tanto na baixa quanto na alta temporadas, as procuras por viagens são constantes, diferenciando apenas o perfil de cada viajante. É claro que, a tendência da alta temporada, que geralmente envolve as épocas de férias escolares, é de ser a época de maior procura por viagens de lazer.
O que caracteriza uma baixa nas procuras por viagens geralmente são as crises econômicas mundiais e os fenômenos da natureza, como abalos císmicos, maremotos, erupções vulcânicas e etc.


9) Alguma dica sobre malas despachadas e de mão?

Para malas despachadas as orientações que dou são as seguintes:

– Coloque sempre uma fita diferenciando a mala das outras, para facilitar na hora de retirá-la na esteira. De preferência com cores que vão lhe chamar a atenção facilmente.
– Ao despachar a bagagem no check-in, verifique se o atendente está colocando a etiqueta com o destino certo. Erros como esse ocorrem e causam um grande transtorno, deixando os passageiros sem bagagem em seus locais de chegada.

Bagagem de mão

Que a mala não tenha mais de 114 cm (45 pol.) e o item pessoal não tenha mais de 91 cm (36 pol.) na soma de comprimento + largura + altura, de modo que caibam no bagageiro superior. Ambas deverão conter na alça etiquetas de seguro viagem e identificação.

Na bagagem de mão leve itens de primeira necessidade para você não passar aperto no caso de sua bagagem principal extraviar.

10) Vistos, principais considerações

É um cuidado extremo que tenho ao lidar com as viagens/destinos. O visto precisa ser solicitado antes de adquirir a viagem para não ter risco de multas por cancelamento devido à negação de um visto. Os países que pedem visto são geralmente exigentes. Para evitar problemas, nunca faça o processo sem a orientação de um agente de viagem, que está sempre apto a dar as melhores dicas de preenchimento. Qualquer informação dada inadequadamente pode gerar uma negação.

Outra preocupação e cuidado que nós da YellowBlanc temos é a de solicitar a todos os passageiros que nos apresentem o documento de viagem. Assim nos certificamos de que estão em dia tanto o passaporte como o visto. Com esse hábito, já salvamos muitas viagens para nossos clientes.

11) Dicas para viagem com crianças

É importante sempre escolher lugares que tenham lazer apropriado para menores e assentos reservados antecipadamente com mais espaços. Sempre indicamos e selecionamos hotéis que tenham uma boa infraestrutura com “Kids Club” para a tranquilidade e conforto dos pais. Muitos hotéis têm o serviço de babysitter e também atividades que deixam os pais mais livres para curtirem a viagem.
Na YellowBlanc fazemos um trabalho de orientação dos pais quanto a refeições e, principalmente, bebidas. É importante darem sempre aos filhos durante as viagens, águas e sucos que sejam engarrafados e industrializados. Principalmente se o destino for o nordeste brasileiro.
Muito importante também, e fundamental para tudo fluir positivamente, é a autorização de menor quando a criança for desacompanhada de um dos pais somente. Além disso, certidão de nascimento em mãos na hora do embarque é obrigatório.

12) Viagem para pessoas com necessidades especiais

É ainda mais importante que pessoas portadoras de necessidades especiais recebam toda a assistência do agente de viagens. Na YellowBlanc, damos todo o suporte desde o início até o fim da viagem. Na hora de reservas com as companhias aéreas, é necessário já solicitar o uso de cadeira de rodas (tanto no embarque quanto no desembarque), quando necessário, para que os próprios funcionários da companhia aérea levem o passageiro até à aeronave em segurança. Além disso, transportes de traslados para passeios e hotel são feitos em conduções apropriadas para essas pessoas. Os hotéis selecionados também são todos adaptados para esses casos. Hoje em dia, o deficiente físico não perde em nada se contar com boa assistência do agente de viagem. Ele pode se divertir sem preocupação.

13) Fazer viagens independente de agências fica mais barato ou é mito?

Quando uma pessoa disposta a viajar contrata os serviços de uma agência de viagem, tem todo o suporte em qualquer eventualidade que possa ocorrer, como necessidades de cancelamentos ou mesmo trocas dentro do pacote contratado.
Exemplos: Uma passageira comprou um pacote pela CVC e, ao chegar Ao hotel, não era o que desejava. Imediatamente me ligou solicitando a troca para um hotel superior, o que fizemos sem problemas. Se ela tivesse contratado diretamente com o hotel, não teria essa facilidade e certamente perderia dinheiro. Outra coisa que acontece muito é os passageiros me procurarem porque adquiriram passagens aéreas pelo site e tiveram valores cobrados com erros e em duplicata. Outro transtorno é na hora de cancelar tais vôos, tendo que entrar em contato diretamente com a companhia aérea. Contratando pacotes, o custo benefício é muito mais interessante porque as operadoras têm acordo com as companhias aéreas e os hotéis.

a YellowBlanc procura sempre assistir os clientes fornecendo o máximo de informações, orientações e assistência durante todo o processo. É para isso que as agências de viagem existem, para que o viajante viaje tranquilo e seja feliz em sua viagem. Se a sua agência não faz isso por você, cobre!

Entre em contato com a YellowBlanc e mencione o Viagens & Andanças:

YellowBlanc

Pessoa de contato: Janice Firmo
E-mail: janicefirmo@terra.com.br
Tel.: (24) 2231-0418/ (24) 2242-3181
MSN: janiceyellowblanc@hotmail.com
Rua Irmãos D’Angelo nº 51 sobreloja 05
25685-330 Centro – Petrópolis/ RJ
Facebook da YellowBlanc

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top