Pin It
Home » Dicas, Viaje na Poltrona » Kindle – Indispensável para quem adora ler e viajar


Não dá para carregar muitos livros na mala!

Não dá para carregar muitos livros na mala!

Quem gosta muito de ler e adora carregar alguns livros na bagagem acaba ocupando espaço demais com papel, aumentando o peso, que pode acabar saindo caro na hora de pesar a bagagem no aeroporto. O problema pode piorar se você resolver trazer muitos livros de suas viagens ao exterior. Volumosos e pesados, os livros de papel podem acabar sendo um problema. E se você for parecido comigo e gostar de carregar dois, três livros ao mesmo tempo em sua bagagem… complica, não?

Complicava! Com a chegada dos leitores de livros eletrônicos e a loja da Amazon ao Brasil, ficou muito mais fácil trocar todo o volume e o peso dos livros de papel por um aparelhinho minúsculo, levíssimo, em que você pode carregar sua biblioteca de mil e tantos livros em todas as suas viagens.

Tenho meu Kindle desde 2011, um pouco antes de a Amazon chegar ao Brasil, e desde então passei a ler muito mais, tendo em vista a facilidade de acesso aos títulos e a praticidade de ter sempre todos os meus livros à mão.

Meu Kindle comprado em 2011 ainda com teclado

Meu Kindle comprado em 2011 ainda com teclado


Não são tablets, são leitores eletrônicos. Com “tinta eletrônica”!

O engano mais comum de quem lê ou ouve falar pela primeira vez sobre livros eletrônicos é pensar que são arquivos em PDF ou algo semelhante, que devem ser lidos em computadores ou tablets. Juro, se assim fosse, eu jamais abandonaria os livros de papel. Telas de computadores e tablets projetam luz, cansam os olhos, não dá para ler na praia ou em qualquer lugar onde houver muita iluminação. Não rola.

A tela de um leitor como o Kindle tem fundo branco e fosco, alguns chamam de PAPEL ELETRÔNICO, e o conteúdo dos livros é impresso com TINTA ELETRÔNICA. É um processo relativamente novo e que se apresenta exatamente como o papel impresso. Ouso dizer que uma página em papel/tinta digital é *idêntica* a uma página de papel de verdade. Só que melhor. O tipo das letras (fontes) é de alta qualidade, comparável às dos livros mais caros, sendo que ainda podem ser ajustadas em tamanho, distância entre as linhas e até mesmo o estilo das próprias fontes pode ser alterado à vontade. E a tela não joga luz nos seus olhos, a não ser a luz refletida do ambiente, exatamente igual ao papel.

O Kindle não reflete luz como a tela de um tablet ou um celular

O Kindle não reflete luz como a tela de um tablet ou um celular


E o que tem isso a ver com viagens? Praticidade! Você pode levar centenas e centenas de livros no seu leitor, que é pequenino, leve, fininho e cabe em qualquer cantinho da bagagem de mão. A bateria de um leitor desses dura até 15 horas (com o WiFi ou 3g desligado), o que viabiliza ainda mais as viagens longas sem oportunidade de recarregar a bateria.

O que é um Kindle, como funciona e quanto custa?

Kindle é um leitor de livros, ou um pouco mais do que isso, com acesso à rede via Wifi  e/ou 3g. A Amazon vende por um preço bastante acessível porque é de interesse dela que você tenha um. É como ter um vendedor de livros em suas mãos. Uma vitrine inteira de livros. Uma livraria inteira.

Ao comprar um Kindle você precisa fazer uma conta na Amazon, gratuitamente. A partir daí, seu Kindle passa a ser o elo entre você, leitor, e a Amazon. E aí você compra seu primeiro livro, que pode ser um título lançado por um autor brasileiro ou o mais novo lançamento de um autor europeu, traduzido ou não.

Se você adora ler resenhas de livros, dar uma lida no índice, no primeiro capítulo, no prefácio, na introdução e tal, antes de comprar um livro, vai adorar isso: você pode baixar amostras de livros, gratuitamente, sem qualquer compromisso, e ter acesso ao início do livro, geralmente com o primeiro capítulo (depende do editor ou do autor). E pode manter quantas amostras quiser no seu leitor, pelo tempo que quiser.

Tanto a compra de livros como a olhadela nas amostras podem ser feitas diretamente do Kindle ou pelo computador ou tablet, no site da Amazon.

O custo de um Kindle no Brasil é bastante superior ao dos Estados Unidos, infelizmente, por conta do apetite voraz dos impostos brasileiros. Sinceramente, como o Kindle é um leitor de livros e não serve para praticamente mais nada além disso, acho que deveria ser totalmente isento de impostos!


Guias de viagem

No início havia poucos guias em português, mas essa realidade vem mudando rapidamente com o lançamento de guias, relatos e livros com dicas de viagem de todos os tipos. Alguns guias publicados por editoras estrangeiras também começaram a ser traduzidos para o português e provavelmente logo teremos muito mais títulos disponíveis em português para o formato do Kindle.

Guias, Relatos, dicas e vários livros relcionados a viagem disponíveis para Kindle

Guias, Relatos, dicas e vários livros relcionados a viagem disponíveis para Kindle


Modelos e preços

Se você puder trazer um Kindle dos EUA, pagará bem menos do que comprando no Brasil, por conta da carga tributária. A Amazon tentou manter o preço reduzido, mas não teve conversa, o governo taxou mesmo.

Então, o modelo mais simples, apenas com WiFi, custa nos EUA apenas 69 Dólares, enquanto por aqui não sai por menos do que R$ 299,00. O dobro!

Se a sua opção for um outro modelo mais avançado, com alta resolução e iluminação própria, lá fora você vai pagar 119 Dólares e, no Brasil, R$ 479,00.

Há ainda os modelos dotados de comunicação via 3g, bem mais caros.

Meu Kindle com teclado e o da Camila que é tela de toque

Meu Kindle com teclado e o da Camila que é tela de toque


Livros nacionais e estrangeiros

Na loja brasileira da Amazon você pode comprar ou baixar gratuitamente (pelo Kindle ou pelo computador ou tablet) uma quantidade assombrosa de títulos, em diversos idiomas e instantaneamente.

Para quem só lê em português, há disponíveis muitos títulos de autores brasileiros e traduções de títulos estrangeiros, sendo que alguns livros mais badalados (como Inferno, de Dan Brown) são lançados simultaneamente em português (e outros idiomas), ou poucos dias mais tarde. Se preferir ler no original, seja em que idioma for, também poderá comprar na loja brasileira, pagando um valor fixo em Reais.

Muitos livros de graça!

Além das constantes promoções feitas pela Amazon e até pelos próprios autores, há também muito conteúdo gratuito, de escritores brasileiros e estrangeiros. Por exemplo, você quer ler uma ou mais obras de Machado de Assis? Pois bem, tem lá, tudo de graça! Que tal as obras de Júlio Verne e suas viagens? Tem lá, de graça. Vai uma obra de Miguel de Cervantes? Tem lá também, de graça e pago.  Quer ler as obras de Maquiavel? Tem lá também, de graça! Mas procure direitinho, porque alguns títulos desses autores também foram publicados por editoras e por preços meio salgados. Fique esperto! E de graça tem também Nietzsche, Platão, Dante, em diversos idiomas. A festa é enorme!

Vantagens e desvantagens do livro eletrônico em relação ao de papel

Eu sei, você não está gostando dessa história de livro digital. Você adora pegar no livro, aquela coisa toda. Ouvi a mesma ladainha sobre os discos de vinil e as câmaras fotográficas de filme. Deu no que deu.

Então, aqui vão as vantagens e desvantagens dos livros digitais. Procurei incluir todas as maluquices também, mas se você tiver sugestões, tanto para vantagens como desvantagens, me ajude e deixe sua opinião nos comentários.

Vantagens
– Normalmente é mais barato.
– Você não paga frete.
– Você compra uma só vez. É seu. Mesmo se perder seu aparelho.
– Você pode ler o prefácio, a introdução, o índice e até um capítulo inteiro antes de comprar.
– Comprou, recebe na hora.
– O “papel” é sempre bem claro, mesmo em livros antigos ou de valor baixo. Nada de páginas amareladas. Alta qualidade, sempre.
– O texto é sempre muito nítido, as fontes foram criadas a mão O tipo de impressão é idêntico ao que se vê em livros de boa qualidade. Você pode controlar o tamanho das letras, a distância entre as linhas e até o tipo de letra.
– Você pode levar mais de mil livros em suas viagens. Não pesa nem ocupa espaço.
– Você conta com cópias de segurança dos seus livros na nuvem.
– Não conhece uma palavra? O dicionário embutido (gratuito) ajuda na hora, seja em português (br), inglês, espanhol, francês, italiano ou alemão. Basta marcar a palavra e o verbete aparece com o significado.
– Você pode fazer anotações, marcar páginas, destacar trechos e até compartilhar trechos do livro em mídias sociais. E não perderá mais nenhuma página que marcar.
– Leitura sincronizada. Seus livros estão onde você quiser (computador, celular, tablet e até na Web) se precisar consultar. E sempre vai abrir na página onde parou (se assim quiser).
– Errata? São corrigidas automaticamente (se você optar por ativar o serviço na Amazon).
– Ninguém pode pegar emprestado e nunca mais devolver.

Desvantagens

– É preciso recarregar a bateria a cada 15 horas de uso.
– O leitor pode quebrar (embora você não perca os livros).
– O autor não tem como autografar nem há como escrever uma dedicatória. Por enquanto.
– Não exibem cores nos leitores de livros (exceto em tablets, computadores e celulares).
– Em viagens aéreas, você precisa desligar em decolagens e pousos.
– Não tem cheirinho quando o livro é novo. Mas você pode comprar uma resma de papel ofício e cheirar.  :-P
– Não ajudam na decoração da casa (ruim para quem compra livros só para parecer inteligente e para quem compra livros “por metro”).
– Não podem ser usados como calço de mesa, cama ou outros.

Outras utilidades do Kindle

Além de leitor de livros eletrônicos, o Kindle também pode ser usado para armazenar quaisquer outros tipos de arquivos (mas nesse caso prefiro um memory stick). Pode também ser usado para ler PDFs (mas fica uma droga, não rola) e navegar por alguns sites (esqueça, é uma droga também).

Por outro lado, há um detalhe que poucos usuários conhecem, que é a possibilidade de você converter textos de arquivos de outros formatos para o formato do Kindle. Então, se você tiver um arquivo em PDF e quiser ler no Kindle, basta usar um programa gratuito, como o Calibre, para converter. Ele bagunça as imagens, mas se o objetivo for ler o texto, está valendo!

Uma vez convertido, basta usar o aplicativo Send to Kindle, disponível para download gratuito na Amazon,  para enviar o conteúdo direto para seu Kindle.

Kindle Fire não é leitor de livros. É tablet.

Acredito que seja importante avisar que os modelos Fire do Kindle não são leitores de livros digitais propriamente ditos, embora, claro, sirvam muito bem para isso se você não se importar em levar luz nos olhos. São tablets da Amazon, movidos a Android. Então, embora esses aparelhinhos sejam muito bons, não apresentam as vantagens visuais para quem gosta de ler. Se fosse para ler livros em tablets, eu não abandonaria o papel. De jeito nenhum.

Outros leitores

Há outros leitores na praça, como o o Kobo”, mas nada posso falar sobre eles porque não conheço. Há algum tempo estive com um modelo antigo desse aparelho e não gostei. Precisaria analisar um dos novos para dar uma opinião. De qualquer forma, os demais seguem a mesma ideia e também contam com telas de papel eletrônico. Um colega blogueiro fez um bom artigo sobre o Kobo para quem interessar.

E se quebrar?
Não sei como anda o serviço de atendimento ao consumidor para quem comprar Kindle no Brasil. Mas tive uma experiência para lá de positiva com a Amazon americana. Por um descuido meu e por desconhecer a relativa fragilidade da tela do Kindle, coloquei peso sobre o aparelho e a tela estragou. Entrei em contato com a Amazon, dentro do prazo de garantia, e relatei o que havia acontecido. Pois me enviaram um aparelho novo! Pediram apenas que eu enviasse o aparelho danificado de volta em encomenda registrada… e eles creditaram o valor do envio no meu cartão de crédito. Dá para acreditar? Liguei para lá via Skype, fui super bem atendido e fico com raiva só de lembrar como somos tratados aqui no Brasil.

Serviço

Site da Amazon Brasileira: www.amazon.com.br

Conversor de formatos: http://calibre-ebook.com/

Send to Kindle:  http://amzn.to/1hwZ0Jx

Gostou? Então compre um Kindle direto na Amazon!

Não quer comprar um e-reader? Saiba como ler e-books sem ter e-readers.

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



5 Responses to Kindle – Indispensável para quem adora ler e viajar

  1. Deise disse:

    Eu uso o app do Kindle no meu Iphone e adoro! É prático e não tenho que carregar peso extra.

    • Marcos J Pinto disse:

      Oi Deise!
      Obrigado pela visita!

      Pois é, o bom do formato Kindle é que você pode ler em qualquer coisa.
      Quando o meu quebrou, estava no meio de um livro ótimo e não queria parar a leitura. Enquanto aguardava a chegada do novo, li boa parte do livro no app do Kindle no Android.
      Claro que nem se compara com a tela do leitor, mas quebra um galhão! :)

      Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top