Pin It
Home » Dicas, Viagens fora do Brasil » Sessenta dicas rápidas sobre Machu Picchu, Cusco e região


Com o sucesso do nosso post com sessenta dicas sobre Bariloche, resolvemos criar a seção 60 Dicas.

Dessa vez, sessenta dicas pra você que vai ao Peru visitar Machu Picchu:

1) Não subestime o mal da altitude, ele pode estragar sua viagem. Chá de coca e descanso no primeiro dia são remédios eficientes.

2) Deixe Macchu Picchu para o fim da sua visita. Depois dele, tudo fica meio sem graça.

3) Pechinche! Essa é a melhor maneira de comprar no Peru.

4) Artesanato nos pontos de parada de excursão são sempre mais caros, embora costume ter peças diferentes.

Artesanato numa parada perto de Cusco. Preços altos.

Artesanato numa parada perto de Cusco. Preços altos.

5) Os restaurantes no entorno da Praça de Armas são turíscos: mais caros e pratos menores.

6) Restaurantes frequentados pela população local são mais baratos e os pratos são enormes, alimentam dois ou mais.

7) Sempre tenha papel higiênico na bolsa. Nos pontos turísticos há banheiros, mas quase nunca há papel.

8) Em Saqsaywaman venta muito e faz frio! Leve agasalho.

9) Carimbe seu passaporte na entrada de Machu Picchu. Você mesmo pode fazer isso.

10) O café da região é sofrível. Vá de chá ou suco.

11) Tenha sempre moedas no bolso para dar uma “propina” para as cholas e crianças quando tirar foto delas.

12) Se você tem menos de 25 anos, é bem provável que valha a pena fazer a carteirinha ISIC. Depende do que pretende fazer lá. Informe-se.

13) Sopa é água com legumes e carne. Se quiser caldo, peça crema.

14) Experimente a Inka Cola, refrigerante com gosto de chiclete tutti-frutti. Vale a experiência.

15) Procure hotéis em áreas mais planas. Há muitas ladeiras (o soroche atrapalha subí-las) em Cusco, justamente onde ficam os hotéis mais baratos.

16) Experimente os milhos torrados que vendem em Maras. E as bananas torradas também. Que delícia!

Vários tipos de milho torrado. Você pode comprar em saquinhos. Delícia!

Vários tipos de milho torrado. Você pode comprar em saquinhos. Delícia!


17) E os choclos são divinos! São milhos cozidos enormes vendidos com pedaços de queijo tipo minas. As cholas vendem por toda parte.

18) Não dê mole com suas coisas pois costuma haver furto por lá. Tome conta do que é seu.

19) O Peru não exige mais a vacina contra febre amarela. Mas se preferir tomar, é até 10 dias antes da viagem. Depois disso não adianta.

20) Não leve ou aceite notas velhas de dólar. Elas não costumam ser bem aceitas por lá.

21) Os 10% de gorjeta dos garçons não vem na conta, você precisa pagar por fora se quiser dar.

22) Para viajar ao Peru não é necessário passaporte. O RG emitido há, no máximo, 10 anos e em bom estado é aceito.

23) Não leve mala ou mochilão para Machu Picchu. Elas podem ficar em seu hotel, num quarto específico e sem custo.

24) A altitude aumenta muito o efeito do álcool no organismo. Manere na bebedeira!

25) Manter seu organismo muito hidratado na altitude é essencial para uma boa estadia.

26) Mesmo que esteja muito sol, leve blusa e capa de chuva para Machu Picchu. O tempo vira de uma hora para outra.

27) Em Machu Picchu o guia é importante. Sem ele você não consegue entender o que tudo lá representa. São duas horas de explicações sobre a história Inca.

28) Vale a pena pernoitar em Águas Calientes para subir cedinho para Machu Picchu e pegar a cidade vazia.

29) Não confunda o city tour pelas ruínas Incas com o tour no ônibus panorâmico. O panorâmico é passeio breve que dura entre 1h e 2h.

Ônibus panorâmico que roda pela parte baixa da cidade de Cusco. Ele não visita as ruinas

Ônibus panorâmico que roda pela parte baixa da cidade de Cusco. Ele não visita as ruinas


30) É possível fazer o city tour pelas ruínas Incas em Cusco com agência ou sozinho. De taxi ou de ônibus.

31) Reserve um tempinho para ficar “de bobeira” na Praça de Armas de Cusco e observe a diversidade. Gente do mundo todo num só lugar.

32) Somente o pessoal acima da terceira idade pode entrar em Machu Picchu pela portaria com bastão de caminhada. Mesmo assim, não é permitido entrar sem o protetor de borracha do bico do bastão.

33) Se você não está se sentindo bem a pretende levar um bastão, explique a situação e proteja a ponta do bastão para não danificar o solo. Dessa forma talvez autorizem.

34) Qualquer birosca de qualquer lugar da região vende gatorade. Já dá pra imaginar a quantidade de gente que passa mal por lá, não é?

35) As farmácias de Cusco costumam ter um médico à disposição. Para uma rápida consulta com um deles, pagamos 8 soles.


36) Há guarda-volumes na entrada do parque arqueológico de Machu Picchu. Banheiro também. Ambos são pagos.

37) Os ingressos para subir a montanha Huayna Picchu acabam rápido. Fique de olho para não se frustrar depois.

38) Além de Huayna Picchu há outra montanha na Cidade Inca que se pode subir. É a montanha Machu Picchu, que é mais alta que Huayna.

39) A região de Machu Picchu tem 6 meses de sol (maio a outubro) e 6 meses de chuva (novembro a abril)

40) Na entrada do Parque arqueológico de Machu Picchu há uma pequena lanchonete. Mas prepare o bolso, é caro!

41) Se preferir visitar Machu Picchu sem um guia, estude um pouco sobre a cidade antes para que as pedras façam mais sentido para você.

42) Os mosquitos peruanos são chatos, insistentes e nervosos. Machu Picchu sem repelente é certeza de passeio aborrecido. Eles picam mais nas pernas, claro!

43) Itens que não podem faltar na sua mochila quando for subir para Machu Picchu: repelente, protetor solar, água, lanche, chapéu, casaco (impermeável) e câmera fotográfica.

44) As sombras são escassas na cidade Inca, mas há algumas. Se o sol for um problemão para você, leve uma sombrinha. ;)

O sobe-desce cansa e as poucas sombras em machu Picchu salvam

O sobe-desce cansa e as poucas sombras em machu Picchu salvam


45) As lhamas de Machu Picchu são super simpáticas e gostam de tirar fotos. Leve uma maçã para elas e não esqueça que vai precisar cortar a fruta pois a boca das lhamas é muito pequena.

46) Se você deseja comprar prata, vai achar coisa boa, bonita e barata em Pisaq.

47) O trem de Cusco a Machu Picchu demora quase 4 horas e você chega na Cidade Inca já no fim da manhã. Faça o tour do Vale Sagrado até Ollantaytambo e de lá pegue o trem numa viagem de 2 horas.

48) Em Cusco a taxa de conversão de moeda é melhor que no aeroporto de Lima. Há como fazer câmbio facilmente por lá.

49) É proibido trazer folha de coca ou produtos derivados da coca para o Brasil.

50) A grande maioria dos hotéis da região oferece wi-fi gratuito.

51) Consuma algo no Starbucks do aeroporto de Lima e ganhe uma senha para acessar o wi-fi deles.

52) Leve na mochila um pouquinho de açúcar. Alguns locais oferecem gratuitamente chá de coca ou de muña (erva mentolada), mas sem açúcar.

53) A cidade de Ollantaytambo é uma graça, parece que parou no tempo. E as ruínas então… muito interessantes! Não deixe de visitar.

54) Nas salineras de Maras, molhe a mão com a água que corre para as poças e experimente um pouquinho para sentir a densidade e o quanto é super salgada!

55) Os taxis da região não usam taxímetro. Combine o preço antes de entrar no taxi.

56) Não abuse demais das lhamas da Cidade Inca ou elas vão cuspir em você. Sim, elas são simpáticas, mas também cospem.

Boazinha e simpática, mas não dê mole! :)

Boazinha e simpática, mas não dê mole! :)


57) No sítio arqueológico de Pisaq tome cuidado com a trilha da esquerda que passa por um túnel. Ela tem dois caminhos: um sai na cidade de Pisaq e outro na entrada do parque.

58) Há hotel na entrada de Machu Picchu. É de luxo e caríssimo!

59) Se quer economizar a grana do trem, informe-se sobre o caminho pela hidrelétrica. Mais longe, mais cansativo e mais barato.

60) Se você tem problemas de saúde consulte seu médico antes de fazer essa viagem. A altitude é uma cosia séria e poder causar muitos transtornos.

Outros posts sobre o Peru:
Águas Calientes (ou Machu Picchu Pueblo), no caminho para a cidade dos Incas
Museu Histórico Regional de Cusco
Museu Inca de Cusco
Hotel Inti Pata, Águas Calientes
Onde comer em Cusco e região gastando pouco
Valle Sagrado de Los Incas – Parte II: Ollantaytambo
Valle Sagrado de Los Incas – Parte I: Pisaq
Salineras de Maras, Terraços de Moray e lã em Chinchero, Peru
Soroche ou mal da altitude. O que é e como evitar
City tour de Cusco pelas ruínas Incas
Hotel Royal Qosqo, Cusco
Como chegar a Machu Picchu e retornar a Cusco
Cusco: o umbigo do mundo fica no Peru
Preparando uma viagem a Machu Picchu, Peru
Machu Picchu, a cidade Inca nas montanhas

Gostou do artigo? Dê um “curtir” e compartilhe com seus amigos!


Siga-nos no Twitter: @viagensandancas (www.twitter.com/viagensandancas)
Curta o Viagens & Andanças no Facebook: www.facebook.com/viagenseandancas

    Receba nossas atualizações por e-mail:



7 Responses to Sessenta dicas rápidas sobre Machu Picchu, Cusco e região

  1. Ricardo R disse:

    Olá pessoal!!
    primeiramente parabéns pelo blog, sensacional suas dicas.
    aqui uma recomendação: quem estiver planejando uma viagem ao Peru e deseja conhecer Machu destino permitira a permanência no local somente no primeiro período entre 6h a 12h, ou no segundo período que vai de 12h a 17h30, os novos horários de visitação passam a valer de 1 de julho de 2017 em diante.

  2. Victor Rondan disse:

    Olá Camila, tudo bem?
    primeiramente parabéns pelo blog.
    Gostaria de acrescentar algumas recomendações importantes para as pessoas que estão preparando sua viagem para Machu Picchu.
    – Quem vai a Machu Picchu não pode deixar de fazer as trilhas que levam até lá!
    – Quem quer ter uma bela vista panorâmica deve subir até Huayna Picchu.
    – Faça a pernoite em Aguas Calientes, pois você estará logo cedo em Machu Picchu desfrutando o amanhecer.

  3. EVITE DEIXAR ARTIGOS DE VALOR EM QUARTOS DE HOTÉIS!
    Quando estiver num restaurante entrelace as alças da sua bolsa ou câmera na cadeira para dificultar que alguém a leve enquanto você estiver distraído.
    Nas ruas e multidões fique atento quando alguém esbarrar em você. O esbarrão pode não ser tão “sem querer”, pois este é um artifício muito usado pelos batedores de carteira no mundo todo.
    Fique alerta quando alguém lhe convidar para dividir um quarto de hotel, levar sua bagagem, sair à noite ou viajar junto com você.
    Veja mais dicas para a viagem a Machu Picchu e Peru
    Anote os endereços abaixo para o caso de você precisar de assistência jurídica no Peru ou na Bolívia. Utilize os telefones e e-mails somente se você realmente tiver um problema durante o tempo em que estiver viajando por esses países. Estes telefones e e-mails não servem para você pedir dicas de viagem.
    Embaixada do Brasil em Lima
    Endereço: Av. José Pardo, 850 – Miraflores – Lima – Peru
    Fone: (51)(1) 512-0830
    Fax: (51)(1) 445-2421
    Plantão Consular: (51)(1) 9850-39263

  4. Ju disse:

    Oi Camila,

    Dicas preciosas! Adoro viajar ( infelizmente não o tanto que eu gostaria ) e sem dúvida Machu Picchu é um sonho a realizar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Scroll to top